Conteúdo por Gazeta Esportiva

Maratona é motivo de preocupação no Botafogo

Botafogo terá sequência de confrontos decisivos (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

O Botafogo teve um mês para se preparar para as competições que seguirão no segundo semestre, porém, existe uma grande preocupação com o excesso de jogos importantes. Isso porque no retorno aos trabalhos, o time vai enfrentar uma verdadeira maratona de confrontos que podem definir a sua sorte no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana. As duas competições são muito importantes em General Severiano.

O primeiro desafio já está previsto para o próximo domingo, quando o time viaja para Belo Horizonte (MG) para medir forças com o Cruzeiro a partir das 16h(de Brasília), no Mineirão, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. No domingo seguinte, dia 21 de julho, tem duelo com o Santos no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), também pelo Brasileirão.

Na quarta-feira dia 24, também no Niltão, acontece o duelo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana contra o Atlético-MG. O choque de brasileiros se repete uma semana depois, no dia 31 de julho, só que pela rodada de volta e na Arena Independência, em Belo Horizonte. No intervalo dos dois duelos de mata-mata com o Galo, o Alvinegro carioca terá um clássico carioca com o Flamengo, no dia 28 de julho, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

“Vamos enfrentar jogos muito complicados no retorno do Campeonato Brasileiro. Praticamente clássicos nacionais e isso vai exigir demais dos jogadores. Fora que no meio deles tem a Copa Sul-Americana, que apresenta o Atlético Mineiro pela frente e é uma competição com um peso muito importante para os nossos planos. Mas estamos aproveitando bem esse período para chegarmos bem nesses duelos”, disse o técnico Eduardo Barroca.

O elenco do Botafogo treinou nesta segunda-feira e volta a trabalhar na tarde desta terça-feira. Nas últimas atividades da semana Barroca vai começar a definir a escalação que pretende utilizar diante do Cruzeiro.

Fora de campo a busca por reforços foi interrompida até que o Botafogo consiga receita suficiente para colocar em dia as folhas salariais dos jogadores e também dos funcionários, que se encontram abertas.

Mais conteúdo sobre

Futebol