Conteúdo por Gazeta Esportiva

Marta rebate Emily Lima: “Sempre que tem oportunidade, ataca”

Marta aproveitou a entrevista coletiva desta segunda-feira, véspera do duelo decisivo com a Itália, para rebater Emily Lima. Antes da partida contra a Austrália, a ex-treinadora da Seleção Brasileira disse que a melhor jogadora do mundo não chegou em condições físicas ideais para a disputa da Copa do Mundo Feminina.

“Sem dúvida alguma, ela não estava acompanhando o meu trabalho na minha equipe. O Orlando Pride fez seis jogos (na liga dos Estados Unidos) antes das atletas serem liberadas para as seleções. Joguei todos os 90 minutos”, disse a camisa 10.

“Foi uma declaração sem conhecimento. Mas já esperava isso dela, pois sempre que tem a oportunidade ataca no sentindo de desmerecer um trabalho que a gente procura fazer com respeito”, completou.

Durante a preparação da Seleção Brasileira para o Mundial, Marta sofreu uma lesão muscular na parte posterior da coxa esquerda e não se recuperou a tempo de entrar em campo na estreia da equipe, diante da Jamaica. Após ser poupada, a atacante marcou na derrota de virada para a Austrália.

“Eu estou bem. Quando você fica sem treinamento intensivo sente. Mas acho que vocês puderam sentir a minha vontade, a minha garra e meu desempenho. E tenham certeza que independentemente de ter perdido alguns treinos estou procurando sempre estar bem fisicamente”, finalizou.

Precisando de ao menos um empate para garantir a classificação ao mata-mata, a Seleção Brasileira pega a Itália nesta terça-feira, às 16 horas (de Brasília), no Stade du Hainaut, em Valenciennes, na França, pela última rodada do Grupo C. Até mesmo um derrota, dependendo de outros resultados, coloca o Brasil nas oitavas.

Copa do Mundo Feminina