Conteúdo por Gazeta Esportiva

Maurício Galiotte é denunciado pelo STJD por reclamação contra a arbitragem

Atualizado

Galiotte foi denunciado por reclamações após duelo com o Inter (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou nesta sexta-feira (18) o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, por declarações contra a arbitragem. Após o empate com o Internacional, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o dirigente reclamou do VAR e indicou favorecimento ao Flamengo, líder da competição nacional.

“Em muitos lances, o VAR não tem atuado em jogos do Flamengo, isso é fato. Ontem foi um exemplo. Tem o jogo do Internacional também, no Maracanã. A gente vem a público pedir uma arbitragem que apite igual para todos”, declarou o presidente alviverde na ocasião.

Galiotte foi enquadrado no artigo 258, inciso II, do do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que coloca como infração o ato de “assumir qualquer conduta contrária à disciplina” e “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões”. Por ser dirigente, a pena pode ser de 15 a 180 dias.

O presidente do Verdão já possui um histórico de declarações contra árbitros. No ano passado, ele foi suspenso por 45 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) por conta de suas queixas após a final do Campeonato Paulista, perdida nos pênaltis para o rival Corinthians.

Depois da derrota no torneio estadual, Galiotte, irritado com a polêmica arbitragem de Marcelo Aparecido, afirmou que a competição estava “manchada” e se referiu ao campeonato como “Paulistinha”.

Futebol