Médico do Avaí fala em “cobertor curto” no elenco e prevê 40 dias para volta de Douglas

Atualizado

Douglas treina na Ressacada; meia precisa ficar de fora para cicatrizar a lesão – André palma Ribeiro/Avaí FC

O começo da temporada para o Avaí tem sido positivo já que o clube vem em campanha contundente no estadual e segue vivo na Copa do Brasil. Mas o reflexo de toda essa intensidade está no departamento médico que, desde o início do ano, é altamente frequentado pelos atletas do elenco. Alex Silva e Douglas foram os últimos casos. O meia e principal contratação azurra na temporada apresenta situação mais grave: serão, pelo menos, 40 dias até que possa a voltar aos gramados.

A previsão foi dada pelo médico Luis Fernando Funchal em entrevista concedida nesta sexta-feira. Para Funchal o caso Douglas faz parte dentro da profissão e esse risco foi “calculado” em função da idade do atleta. O médico usou a expressão “cobertor curto” para justificar as lesões que têm assolado o elenco nesses primeiros meses de temporada.

“Temos várias lesões, o elenco tem um cobertor curto, muitos jogos, são todos somatórios que estão sendo um diferencial”, explicou.

Alex Silva também está entregue em função de um estiramento muscular, porém, segundo Funchal, menos grave que o caso de Douglas. Igor Fernandes, Gegê e Jones Carioca são outros atletas que estão há algumas semanas entregues ao DM.

Jonny Mosquera

Por outro lado, é inegável que a direção segue trabalhando para encorpar esse mesmo elenco. O colombiano de 28 anos Jonny Mosquera, buscado junto ao América de Cali (COL), teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e está apto a estrear pelo Leão. Sua escalação, no entanto, vai depender do técnico Geninho que realiza mais um treino neste sábado, antes da viagem para Criciúma.

>>> Avaí oficializa a contratação do volante Jonny Mosquera

Mais conteúdo sobre

Futebol