Michael alega ‘não ter cabeça boa’ e sequer viaja com o Flu para São Paulo

Técnico Eduardo Baptista demonstra insatisfação com a decisão do atacante tricolor

Divulgação

Michael está fora da viagem para a partida contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Allianz Arena, pela semifinal da Copa do Brasil. Alegando problemas particulares, o atacante do Fluminense conversou com o técnico Eduardo Bpatista e pediu para não ser relacionado.

– O Michael me pediu na segunda-feira para não ser relacionado, como fez das outras vezes, por não estar com a cabeça boa. Quando um jogador está focado e querendo já é difícil conquistar as coisas, quando a cabeça não está boa…. Então, vai resolver os seus problemas e quando voltar a gente avalia novamente – lamentou o comandante tricolor.

document.domain=”lancenet.com.br”;

Cria das categorias de base do Fluminense, Michael foi promovido aos profissionais em 2012, mas começou a ter mais oportunidades no time só na temporada seguinte, quando começou a se destacar. Durante o Campeonato Carioca, foi pego no exame antidoping por uso de cocaína e recebeu uma punição de oito meses em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

O jogador retornou da punição dada pelo STJD em janeiro de 2014 e atuou de forma regular até março de 2015, quando foi julgado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suiça. O tribunal deu uma nova punição ao atacante (até 31 de agosto deste ano) e Michael chegou a sumir por alguns dias sem responder contato da diretoria do Fluminense.

Quando Fred ficou fora da equipe por lesão, Michael, ainda sob o comando de Enderson Moreira, foi titular em algumas partidas. Com Eduardo Baptista, o atacante ficou como opção no banco de reservas nos jogos com Ponte Preta, Grêmio e Santos, mas não entrou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...