Michel Platini, ex-presidente da UEFA, é detido na França

Atualizado

O ex-presidente da UEFA (União das Associações Europeias de Futebol) Michel Platini foi detido nesta terça-feira (18), acusado de corrupção em um caso envolvendo a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. Ele foi encaminhado ao escritório da Anti-Corrupção da Polícia Judiciária francesa (OCLCIFF).

Platini foi encaminhado ao escritório da Anti-Corrupção da Polícia Judiciária francesa – Arquivo/Fabrice Coffrini/AFP

De acordo com as investigações, a Fifa teria recebido um pagamento de US$ 100 milhões (R$ 319 milhões) da TV estatal do Qatar, Al Jazeera, pela escolha do país como sede da Copa do Mundo de 2022.

Em dezembro de 2010, o Catar foi revelado como a anfitrião da Copa do Mundo de 2022, depois da Rússia em 2018.

Mais conteúdo sobre

Futebol