Miguel Ángel Portugal usa altitude para justificar eliminação do Furacão

Mesmo com desclassificação, técnico do Atlético-PR considerou a campanha do time normal

Divulgação

O técnico do Atlético-PR, Miguel Ángel Portugal, procurou explicações para a eliminação da equipe na primeira fase da Libertadores. Se antes do jogo a altitude não era um problema na visão do comandante, logo após a desclassificação o discurso foi outro. A altitude de La Paz, para o treinador fez sim diferença.

– Ela [altitude] dificulta o jogo. Tivemos que buscar o ataque, mas não conseguimos -, disse Portugal.

O treinador disse ainda na saída dos vestiários que seu grupo não fez o esperado e nem foi abaixo da média, desempenhou um papel “normal” na competição, com três vitórias, dentre elas duas em cima do Universitário(Per) e uma contra o próprio time que o eliminou nesta terça feira, o The Strongest, na estréia do torneio.

– Trabalhamos com a construção do time e tivemos dificuldades. Ganhamos as partidas que tínhamos de ganhar-, disse, referindo-se às vitórias nos jogos teoricamente mais fáceis da chave, já que o time perdeu as duas partidas para o Vélez, líder do grupo, e não resistiu à pressão do The Strongest na altitude de La Paz.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...