Militão passa mal em coletiva de apresentação no Real Madrid

Atualizado

Após uma sequência de atividades, com exames médicos, ida ao gramado para embaixadinhas e coletiva de imprensa, o novo defensor do Real Madrid Éder Militão acabou sentindo mal-estar e precisou sair da sala onde se encontravam os jornalistas durante a sua apresentação.

“Desculpe, estou um pouco tonto. É muita emoção”, disse o zagueiro/lateral após colocar a mão no rosto e afrouxar a gravata. A assessoria decidiu dar fim à entrevista após pouco mais de dez minutos de perguntas e respostas – coincidentemente, a última questão foi sobre se gostaria de jogar ao lado de Neymar no clube.

Com 21 anos, o brasileiro defendeu o Porto, de Portugal, na última temporada europeia e foi oficializado como novo reforço do Real em março. Ele firmou acordo para atuar pelo time espanhol até 30 de junho de 2025 e foi adquirido por cerca de 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 215 milhões, naquela ocasião). O São Paulo, como dono de 10% dos direitos econômicos e mais 3,5% dos direitos de clube formador, lucrou cerca de R$ 29 milhões com a negociação.

Antes de ir para o Real, Militão havia sido contratado pelo Porto junto ao clube do Morumbi em julho de 2018. A polivalência do atleta no sistema defensivo chamou a atenção do clube espanhol, pois o brasileiro pode ser escalado como zagueiro e volante.

* Com informações do Portal R7, Gazeta Esportiva e Estadão Conteúdo

Futebol