Conteúdo por Gazeta Esportiva

No dia do aniversário, Ponte vence, se aproxima do G4 e afunda Guarani

Atualizado

No dérbi de número 194 da história, quem se deu melhor foi a aniversariante do dia. Pela 15ª rodada da Série B, a Ponte Preta recebeu o Guarani no Moisés Lucarelli e venceu por 1 a 0 no dia dos seus 119 anos, pulando para a sétima posição da tabela. Enquanto isso, o Bugre amarga a 19ª e penúltima colocação, com apenas 13 pontos conquistados.

Matheus Vargas fez o único gol da partida (Foto: Luciano Claudino/Código19)

O gol solitário foi marcado por Matheus Vargas aos 33 minutos do primeiro tempo. Anteriormente, Roger já havia balançado as redes, mas foi marcado impedimento. Com esse resultado, a Macaca vai a 23 pontos e chega mais perto da zona de classificação para o acesso à Série A (o Londrina, quarto colocado, tem 24 pontos).

Além disso, o retrospecto do clássico também diminui a vantagem verde na história. Agora são 66 vitórias do Guarani 64 da Ponte, 63 empates e um resultado desconhecido (justamente o primeiro de todos). Outro ponto positivo é que a Macaca sustenta a terceira vitória em três jogos contra o rival em sua data de aniversário.

O próximo compromisso da Ponte será na quinta-feira, dia 15 de agosto, diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli, às 21h30 (de Brasília). Já o Guarani recebe o Vila Nova um dia depois, mas no mesmo horário, no Estádio Brinco de Ouro.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 GUARANI

Local: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas (SP)

Data: 11 de agosto de 2019 (domingo)

Horário: 11 horas (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)

Cartões amarelos: Roger, da Ponte Preta; Bruno Souza, do Guarani

Gols: PONTE PRETA: Matheus Vargas aos 33 minutos do primeiro tempo

PONTE PRETA: Ivan; Diego Renan, Reginaldo, Renan Fonseca (Airton), Guedes (Trevisan); Edson (Washington), Camilo, Gerson Magrão; Matheus Vargas, Marquinhos e Roger.

Técnico: Jorginho

GUARANI: Kléver; Lenon, Ferreira, Luiz Gustavo e Bruno Souza (Thallyson); Bruno Lima, Deivid (Felipe Amorim) e Ricardinho; Vitor Feijão, Michel Douglas e Davó.

Técnico: Roberto Fonseca

Futebol