OPINIÃO: ‘Zaga vacila, ataque tem má pontaria e Fla paga mais um mico’

Divulgação


EDITOR DO LANCE!

Não podia vacilar, como bem o avisou o site do LANCE! na sexta-feira e no domingo. Mas o time vacilou. Melhor, esse horroroso sistema defensivo mais uma vez pagou mico com o Maracanã cheio. Na primeira bola alçada na área do Flamengo no jogo, César Martins, mesmo com 1,90 de altura, não cortou. Ernando, um zagueiro improvisado de lateral-esquerdo, aproveitou que Pará não o acompanhou na jogada e garantiu a vitória do Internacional neste domingo.

Antes de comentar o jogo em si, é preciso dizer algumas coisas com mais ênfase para ver se a diretoria escuta bem. Não, Pará não pode continuar para 2016. Não, o presidente rubro-negro não pode dizer – como afirmou recentemente em entrevista do L! – que o lateral está cumprindo bem (na verdade, substituindo) o papel que Léo Moura fazia.

Para relembrar a declaração do mandatário: “O Pará, por exemplo, é um jogador bom, e desempenha a função que era do Léo Moura. Foi um pedido do técnico anterior (Vanderlei Luxemburgo), mas creio que foi um tiro certo”.

Na boa, ou o Flamengo coloca para funcionar de verdade (estão brincando de contratar zagueiros e laterais) esse Centro de Inteligência – que, segundo Eduardo Bandeira de Mello, é comandando pelo diretor de futebol Rodrigo Caetano – ou vai fazer feio também em 2016.

Quanto ao jogo, o time cansou de perder gols. Se bem que as jogadas foram quase todas no abafa, poucas de fato bem trabalhadas. Guerrero passou em branco, acertou a trave, mas bola na rede que é bom, nada. O meio de campo não existiu. As mudanças do técnico Oswaldo de Oliveira, feitas no desespero, não surtiram efeito.

Devido a péssima pontaria do ataque rubro-negro, a culpa desta vez pela derrota não pode recair apenas em Pará, César Martins & Cia. Eles vacilaram, não devem continuar para 2016, mas este meio de campo, como também o ataque deve ser revisto durante a semana pelo treinador, que não pode insistir em dizer que o elenco é ótimo. Isso é utopia!

Para finalizar, e o tal camisa 10? Ah, Ederson está no departamento médico. Assim foi Lazio, assim continua no Rubro-Negro. Grande mapeamento (!?) feito pelo Centro de Inteligência, comandado pelo diretor Rodrigo Cateano (!?). E qual foi mesmo o “tiro certo” dito pelo presidente?

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...