Osorio dá resposta ao Santos até 2ª; Luxemburgo e Zé Ricardo têm rejeição

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O técnico Juan Carlos Osorio dará a resposta ao Santos até a próxima segunda-feira depois de o clube oferecer um salário de R$ 550 mil e contrato de duas temporadas. O técnico colombiano virou prioridade após a rejeição interna em relação a Zé Ricardo, ex-Vasco e Flamengo.

O presidente José Carlos Peres e o diretor executivo de futebol, Ricardo Gomes, apostam as fichas em Juan Carlos Osorio. Na visão deles, o ex-treinador da seleção do México é o nome ideal para fugir da pressão dos oposicionistas e até interna por Luxemburgo.

O UOL Esporte apurou que os oposicionistas do clube fazem pressão e até espalharam novamente o celular de Peres nas redes sociais para que o mandatário escolha Luxemburgo, e não Zé Ricardo, caso Osorio não aceite a proposta santista.

O vice-presidente Orlando Rollo também aprova o perfil de Luxemburgo por acreditar que o Santos precisa de um treinador experiente e que tenha liderança consolidada no futebol para comandar o elenco. O vice santista entende que o momento não é para apostas – se referindo ao ex-técnico de Flamengo e Vasco, Zé Ricardo.

Luxemburgo enfrenta a rejeição da maior parte do comitê gestor do clube. O grupo, porém, não tem garantias de que Peres irá suportar a pressão pelo ex-treinador santista.

Ricardo Gomes se reuniu com os empresários de Osorio na última sexta-feira, em São Paulo, para tentar fechar o acordo. O colombiano agrada a todos os dirigentes santistas, mas o problema é que abriu negociações com a seleção colombiana, que não deve seguir com o argentino Jose Pekerman.

O salário proposto a Osorio supera em R$ 200 mil os vencimentos de Jair Ventura. O técnico demitido na última segunda-feira recebia R$ 350 mil, mesmo valor oferecido a Zé Ricardo, que pode ser o escolhido caso Osorio não aceite a proposta santista. Outro que ainda está na mira é o argentino Jorge Sampaoli.

Mais conteúdo sobre

Esportes