Palmeiras oferece apoio às famílias de torcedoras agredidas em metrô

O Palmeiras se manifestou na tarde desta sexta-feira a respeito das torcedores do clube que foram agredidas e obrigadas a deixar um vagão do metrô lotado de corintianos na madrugada de quinta-feira. O clube prometeu apoio às famílias e pedindo que as autoridades investiguem o caso.

– A SEP não pode se omitir diante das cenas de agressão a garotas trajando camisas do Palmeiras que estão sendo veiculadas nas mídias sociais. Condenamos qualquer tipo de violência e entendemos que nesse caso, em particular, nosso papel como instituição é oferecer apoio às famílias das jovens, bem como, reforçar que cabe somente às autoridades competentes a devida investigação e encaminhamento do caso nos termos da lei – escreveu o clube em sua conta oficial no Twitter.

As agressões, verbais e físicas, ocorreram depois dos jogos de quarta-feira, pela Copa do Brasil. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra duas torcedoras vestindo a camisa do Palmeiras e acuadas por uma corintiana, que manda uma delas “tirar a farda” e chega a arrancar o seu boné, mas a palmeirense o recupera. Ao caminhar para deixar o vagão, a garota ainda recebe um chute de um homem com a camisa do time alvinegro.

O Corinthians já tinha se manifestado sobre o caso ainda nessa quinta-feira. O clube repudiou os atos de violência e recordou sua campanha #RespeitaAsMinas pedindo respeito às mulheres.

– O Corinthians lamenta e repudia qualquer ato de violência, especialmente contra a mulher. O clube pede desculpas à torcedora palmeirense que foi covarde e lamentavelmente agredida no metrô. #RespeitaAsMinas – publicou o Corinthians em seu Twitter.

Esporte