Conteúdo por Gazeta Esportiva

Para Sampaoli, redução do elenco do Galo é por falta de competições no ano

Desde que chegou ao Atlético Mineiro, Jorge Sampaoli tenta remanejar o elenco para que consiga impor suas ideias na volta do futebol. Em seus primeiros dias, anunciou que não contava com Ricardo Oliveira, Di Santo e mais cinco jogadores. Em busca de contratações pontuais, o argentino explicou o porque quer um elenco mais enxuto.

“Infelizmente, o fato de que o Atlético vai disputar em breve apenas uma competição faz com que o elenco tenha que ser reduzido. Vamos nos ater a nossa realidade e saber que viemos com grande entusiamo, tentando ser uma equipe que a torcida reconheça por sua bravura, por seu ataque, por sua decisão”, falou em entrevista coletiva virtual nesta quinta-feira.

Sampaoli fez apenas uma partida pelo Galo até o momento (Foto: Reprodução/ Atlético-MG)

Antes da parada forçada pela pandemia do coronavírus, o Galo não estava fazendo uma boa temporada. Com o venezuelano Rafael Dudamel no comando, os mineiros haviam sido eliminados na Copa Sul-Americana na primeira fase para o Unión Santa Fé, da Argentina, e também caíram na segunda fase da Copa do Brasil para o modesto Afogados, time do interior do Pernambuco.

Sem a bola rolar oficialmente, a diretoria do Atlético corre atrás de alguns reforços pontuais. Apesar da situação financeira deliciada, o clube pode anunciar o atacante Marrony, do Vasco, e o zagueiro Junior Alonso, do Boca Juniors.

“O elenco que encontramos aqui já estava montado há um certo tempo. Tivemos que fazer algumas mudanças de acordo com a nossa ideia de jogo, de ataque com posse de bola”, finalizou Sampaoli.

Futebol