Conteúdo por Gazeta Esportiva

Peres, sobre futuro de Sampaoli no Santos: “Acho muito difícil ele sair”

Presidente do Santos aposta na permanência de Sampaoli (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, está confiante sobre a permanência de Jorge Sampaoli na próxima temporada. O técnico tem contrato até dezembro de 2020, mas não garante o cumprimento do atual vínculo.

“Sampaoli tem contrato até 31 de dezembro de 2020, naturalmente vai continuar e vamos discutir possíveis reforços e desejos do técnico para ficar mais feliz. Ano que vem, espero, é de conquista de títulos”, disse Peres, à Rádio Bandeirantes.

“Difícil racionar por hipótese. Estamos otimistas sobre ele ficar, não por multa nem nada, mas pela felicidade com o bom trabalho. Houve adaptação ao futebol brasileiro e tem tudo para fazer grandes campanhas ano que vem, já com mais experiência de Brasil. Acho muito difícil ele sair. Temos que estar preparados, óbvio, o futebol é dinâmico, mas temos otimismo sobre cumprir contrato até o fim. Todo santista espera… Está na hora de ganhar títulos por tudo que investimos e seguiremos investindo no Sampaoli”, completou o presidente.

O superintendente Paulo Autuori se reuniu com Jorge Sampaoli nesta terça-feira, em Santos, para conversar entre outras coisas sobre o momento conturbado no clube.

Autuori explicou para Sampaoli os problemas políticos do Peixe e prometeu fazer o máximo para que não haja qualquer impacto sobre a rotina de trabalho no CT Rei Pelé.

A conversa não contou com a presença do presidente José Carlos Peres e não teve qualquer tipo de pressão para Jorge Sampaoli responder sobre a permanência ou não em 2020.

Como publicado pela Gazeta Esportiva, Sampaoli pretende esperar o fim do Campeonato Brasileiro para decidir. O treinador está contente com o desempenho da equipe e quer desfrutar desse momento, com quatro vitórias consecutivas e vaga direta para a Libertadores encaminhada.

Jorge Sampaoli tem contrato até dezembro de 2020 e o futuro é incerto. O técnico só ficará se tiver confiança no planejamento e enxergar condições de brigar por títulos no próximo ano com os reforços disponibilizados.

Futebol