Conteúdo por Gazeta Esportiva

Poliglota, neto de médico do Cuca vinga no sub-20 do São Paulo

Atualizado

O São Paulo contou com um rosto novo no treinamento da última terça-feira, no CFA Laudo Natel, em Cotia. Sem Anderson Martins, que sentiu incômodo muscular, o técnico Cuca recorreu ao time sub-20 e colocou em campo o zagueiro Facundo Constantini, neto do Dr. Constantino Constantini, médico responsável pelo seu tratamento cardiológico. A informação foi publicada inicialmente pelo Uol e confirmada pela Gazeta Esportiva.

Ao contrário do que foi noticiado, Facundo não nasceu na Argentina. O zagueiro de 18 anos é natural de Curitiba, jogou futebol por três anos nos EUA, estudava Business, o equivalente ao curso de administração aqui no Brasil, e defendia a Universidade de Pittsburgh, mas decidiu largar tudo para tentar vingar no futebol brasileiro. Os estudos, porém, não foram deixados de lado, tanto é que ele já anda procurando uma universidade na capital paulista.

Facundo Constantini chegou ao São Paulo em junho (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Com um perfil um tanto quanto diferente da maioria dos jogadores brasileiros, Facundo Constantini não vem das camadas sociais mais baixas. O jovem zagueiro fala, além de português, espanhol, inglês e alemão. Mas, quase que o poliglota atleta tricolor foi parar no Palmeiras.

“Espontaneamente perguntei para um amigo que trabalhava no Palmeiras para ver se ele [Facundo] conseguia fazer um teste. Depois disse para o Cuca sobre Facundo, o Cuca disse que não tinha nada a ver com as categorias de base no clube. Ele foi, treinou e depois de 15 dias os caras não queriam que ele fosse embora. Ele me perguntou: “Como faço com a minha universidade?”. Ele quer estudar, ele não vai só jogar futebol, ele vai continuar estudando em São Paulo, já viu universidade em São Paulo, porque você não sabe o que será no futebol. Hoje você está lá em cima, amanhã você está lá embaixo”, disse o Dr. Constantino Constantini em contato com a Gazeta Esportiva.

“O Cuca só foi saber que ele estava jogando no São Paulo quando o [coordenador de futebol de base do São Paulo] Pedro Smania indicou ele para treinar com a Seleção Brasileira no Palmeiras. Ele é um cara simples, fala quatro idiomas: espanhol, português, inglês e alemão. Um guri humilde, simples, que abdicou do conforto da casa dele para ir morar com mais quatro pessoas nos EUA, tentar a vida por lá, com personalidade”, completou o avô de Facundo, que garante que o irmão mais novo do zagueiro é o verdadeiro craque da família.

Como ainda não apareceu no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID, Facundo Constantini não pôde viajar com o time sub-20 do São Paulo para enfrentar o Athletico-PR, em Curtiba. Por isso, esteve disponível para completar o treino da equipe profissional na última terça-feira.

Futebol