Conteúdo por Gazeta Esportiva

Por ausência em treino, PSG deve multar Neymar em R$ 1,6 milhões

Atualizado

Após se ausentar da reapresentação do elenco na última segunda-feira (8 de julho), Neymar deverá ser multado em aproximadamente R$ 1,6 milhões pelo Paris Saint-Germain. A punição faz parte de um mecanismo de ética, que está presente nos contratos de todo o meio esportivo do clube, o qual é constituído pelo futebol masculino, pelo futebol feminino e o handebol.

“Comportamento exemplar em relação a patrocinadores ou rivais, árbitros e delegados, pontualidade e assiduidade a todos os treinamentos, a proibição de apostar em competições nas quais o clube participa ou mesmo o respeito pela mídia são algumas das medidas estabelecidas no bônus ético”, prevê o mecanismo, conforme publicado pelo jornal Marca, da Espanha, nesta quinta-feira.

Vale lembrar que, de acordo com o Football Leaks, o salário anual de Neymar gira em torno de R$ 128 milhões. O camisa 10 não tem futuro garantido no Parque dos Príncipes e, ausente na reapresentação do plantel parisiense, levantou ainda mais suspeitas de uma possível saída nesta janela de transferências. Nas últimas semanas, tem sido noticiado um eventual retorno ao Barcelona, clube que defendeu entre 2013 e 2017.

Enquanto era aguardado na França, Neymar estava em São Paulo (SP), onde postou uma foto jogando futevôlei no bairro do Butantã, Zona Oeste da capital. Mesmo longe do clube francês, o atacante publicou que segue treinando e se preparando para a próxima temporada do futebol europeu.

O astro brasileiro não foi primeiro atleta a ser punido pelo PSG por condutas antiéticas. Em casos mais recentes, Serge Aurier, Adrien Rabiot e até Edinson Cavani também foram alvos das normas comportamentais do clube.

 

 

Futebol