Por coronavírus, MotoGP adia etapa das Américas; temporada começa na Argentina

Atualizado

O surto global do novo coronavírus, denominado Covid-19, causou novas consequências na motovelocidade. Nesta terça-feira, a Federação Internacional de Motociclismo (FIM, na sigla em francês) e a Dorna Sports, empresa organizadora da modalidade, anunciaram que a etapa das Américas, em Austin, nos Estados Unidos, das categorias MotoGP, Moto2 e Moto3, foi adiado de 5 de abril para 15 de novembro.

Marc Márquez é tricampeão mundial do MotoGP – Foto: Divulgação/ND

Inicialmente, a prova na cidade do Texas seria a terceira da temporada de 2020, mas o cronograma foi sofrendo modificações por conta da epidemia de coronavírus. A etapa do Catar, no último final de semana, teve apenas a Moto2 e Moto3, que já estavam no país árabe para testes de pré-temporada. Depois, a corrida da Tailândia foi adiada para o dia 4 de outubro.

O adiamento da etapa nos Estados Unidos, porém, não chega como surpresa. No último final da semana, a prefeitura de Austin decretou emergência por conta do surto do Covid-19 e passou a restringir a realização de grandes eventos na região.

Com a decisão, a corrida em Austin será a penúltima das 19 previstas para a temporada de 2020. A etapa da Comunidade Valenciana, no circuito Ricardo Tormo, em Valência, na Espanha, foi adiada em uma semana e agora fechará o Mundial no dia 22 de novembro.

A FIM e a Dorna Sports, porém, não confirmaram a data de abertura da temporada. Em teoria, a primeira etapa de 2020 é agora a da Argentina, no circuito de Termas do Río Hondo, que está marcada para 19 de abril.

Mais Esportes