Por coronavírus, WTA suspende circuito profissional do tênis até início de maio

Atualizado

Apenas quatro dias depois da ATP, a WTA (sigla em inglês para Associação das Tenistas Profissional) anunciou nesta segunda-feira (16) a decisão de suspender todas as competições do tênis feminino até o início de maio por conta da pandemia do novo coronavírus, denominado Covid-19.

A tenista romena Simona Halep participa de um dos torneios organizados pela WTA – Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com a entidade que comanda o circuito feminino, os eventos, então, só voltarão a acontecer a partir da semana do dia 2 de maio, quando está marcado o Torneio de Madri, na Espanha.

Leia também:

Surto mundial do Coronavírus

“Devido ao atual surto mundial de coronavírus, os torneios da WTA em Stuttgart (Alemanha), Istambul (Turquia) e Praga (República Tcheca) não serão realizados conforme o planejado. Lamentamos que este seja o caso de todos os nossos fãs leais, jogadores, patrocinadores e todos aqueles que apoiar o tênis profissional feminino”, disse o comunicado divulgado pela WTA nesta segunda.

“Neste momento, o circuito está suspenso até o dia 2 de maio. Tomaremos uma decisão na próxima semana com relação aos demais eventos europeus da WTA na quadra de saibro e continuaremos a monitorar essa situação de perto e seu impacto na temporada 2020”, complementou a entidade.

Paralisação total

Antes de anunciar a paralisação total do calendário, a WTA havia cancelado apenas os torneios de Charleston (Estados Unidos), Bogotá (Colômbia) e Guadalajara (México) – todos na última quinta-feira, mesmo dia em que a ATP resolveu parar por seis semanas.

Dessa maneira, a entidade afirmou que está monitorando a situação relacionada ao coronavírus, recebendo conselhos de especialistas médicos e consultores de viagens e consultando todas as autoridades reguladoras locais. Também haverá uma análise contínua sobre a viabilidade de eventos subsequentes no calendário.

Tênis