Conteúdo por Gazeta Esportiva

Por salários atrasados, jogadores do Botafogo não dão entrevistas

Jogadores tomaram a decisão por protesto aos salários atrasados (Foto: Vítor Silva/BFR)

O Botafogo vive situação financeira difícil e nesta quarta-feira os problemas voltaram a ser notícia. Em protesto aos salários atrasados, os jogadores alvinegros resolveram que não vão participar de entrevistas coletivas.

Mesmo sem emitir uma nota oficial, os dirigentes consideravam a atitude dos jogadores correta e não haverá punição. O clube cancelou um evento que faria neste sábado, quando os zagueiros Joel Carli e Gabriel iriam se encontrar com torcedores na loja oficial do estádio Nilton Santos.

Este não é o primeiro protesto do elenco em 2019. Antes do jogo contra o Juventude-RS, pela Copa do Brasil, os jogadores se recusaram a ir para a concentração.

Além dos salários atrasados, que vão completar dois meses nesta sexta-feira, o Botafogo sofreu com o corte da luz de sua sede, em General Severiano, por falta de pagamento.

Dentro de campo, o elenco alvinegro segue trabalhando normalmente visando o retorno aos gramados, no dia 14 de julho, contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro.

Futebol