Conteúdo por Gazeta Esportiva

Presidente diz que Vanderlei só sai do Santos “por muito dinheiro”

Presidente do Santos não quer negociar Vanderlei (Ivan Storti)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, afirma que não tem interesse em negociar Vanderlei, barrado por Jorge Sampaoli nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro para a entrada de Everson.

O camisa 1, que era titular absoluto desde 2015, recebe um dos maiores salários do elenco. Mesmo assim, Peres só vê chance de vendê-lo se a proposta for irrecusável.

“Hoje o titular é o Everson. Eu adoro o Vanderlei, ele é respeitado no Santos. Na fase de interesse pelo Campaña (do Independiente) se fosse outro goleiro teria se perdido. Se um dia sair ele vai sair por muito dinheiro”, disse o presidente, à Santa Cecília TV. 

Vanderlei tem apenas seis jogos no Brasileirão e poderia atuar por outro clube da Série A. A decisão de Sampaoli, porém, foi técnica, sem relação com a possibilidade de mercado.

“Ele (Sampaoli) não tirou o Vanderlei pela sétima partida, posso garantir. Foi opção dele. O Vanderlei pode voltar”, garantiu Peres.

Vanderlei não vê sentido em ir para a reserva, mas respeita a decisão de Jorge Sampaoli e tentará recuperar espaço durante os treinamentos. No início do ano, ele foi procurado por Grêmio, Flamengo e São Paulo. Agora, de acordo com seu empresário, a ideia é cumprir o contrato até dezembro de 2020.

“Essa história de sétimo jogo não existe. Vanderlei sempre quis jogar e defender o Santos da melhor maneira como sempre fez e como ídolo que é no clube. A decisão do Vanderlei não jogar foi unilateral por parte da comissão técnica. Em nenhum momento houve consenso. Muito pelo contrário. Nos pegou totalmente de surpresa. Realmente no início do ano tiveram alguns interessados e o Santos não quis abrir negociação. Vanderlei tem vínculo com clube, tem todo o carinho do seu torcedor e, como grande profissional que é, respeitará as decisões, continuará trabalhando forte pelo Santos e cumprirá seu contrato da melhor forma possível”, disse o empresário de Vanderlei, Carlos Eduardo Guimarães, à Gazeta Esportiva. 

Como disse o agente, Sampaoli decidiu sem o aval de preparador de goleiros Arzul. A decisão surpreendeu parte do elenco, mas não houve qualquer animosidade entre os goleiros. Everson e Vanderlei se dão bem.

“A decisão técnica tem a ver com o desenrolar do jogo. Iniciar bem para terminar bem. Everson nos deu um pouco mais de decisão como jogador. Como goleiro Vanderlei segue incrível, mas para o funcionamento do jogo escolhemos Everson por agora por fazer a gente jogar de trás”, explicou Sampaoli, depois do clássico contra o Corinthians.

Futebol