Conteúdo por Gazeta Esportiva

Presidente do Santos reclama de guerra política: “Eleição está longe”

O presidente do Santos, José Carlos Peres, reclama dos bastidores políticos a pouco mais de seis meses da eleição, prevista no Estatuto Social para dezembro.

Peres contesta a movimentação tão cedo e vê falta de respeito em parte dos conselheiros.

“Começou uma guerra. Lamento haver uma guerra no momento da pandemia, com tanta gente morrendo e preocupação para pagar contas. Tivemos contratos suspensos, receitas caindo cada vez mais e gente preocupada com eleição. Eleição está longe, tem que falar em outubro, novembro. Acho que é desrespeito muito grande. Todos querem ser presidente, mas só sentando na cadeira para ver que não é fácil”, disse o presidente, ao Bandsports.

Alguns santistas se posicionam como pré-candidatos, como Miltinho Teixeira e Esmeraldo Tarquínio. José Carlos Peres, antes firme sobre não ser candidato à reeleição, não descarta a possibilidade.

A paralisação nas atividades durante a pandemia do novo coronavírus impediu a apreciação de um parecer da Comissão de Inquérito e Sindicância sobre as contas de Peres em 2018. O grupo sugere a reprovação, que poderia implicar em um novo processo de impeachment.

Futebol