Conteúdo por Gazeta Esportiva

Presidente do Santos segue “conselho” de Gustavo Henrique por renovação

Santos segue em negociação para ficar com Gustavo Henrique (Foto: Ivan Storti/SFC)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, quer resolver a situação contratual de Gustavo Henrique o mais rápido possível. E para isso, topa ter um percentual menor dos direitos econômicos, possibilidade levantada pelo próprio zagueiro em entrevista coletiva.

A ideia inicial de Peres era negociar com o empresário Fernando César a compra de 45% do “passe”, mas a oferta de R$ 3 milhões não agradou. Agora, há a possibilidade de estender o vínculo sem mexer nessa divisão, mantendo os 55% do Peixe.

A nova base salarial está engatilhada, porém, resta definir o pagamento de luvas e comissão. Sem maior parte dos direitos econômicos, o Alvinegro pede “desconto” nos demais valores. Houve nova conversa na última quinta-feira.

“Fiz a proposta (para a compra dos direitos econômicos), mas não foi aceita. Eu falei sobre deixar os 45% com o empresário e estamos conversando. O importante é renovar”, disse o presidente Peres, à Gazeta Esportiva.

Na quarta, Gustavo conversou com a imprensa e classificou a negociação como “encaminhada”. O desejo do defensor é permanecer.

“Vim aqui para esclarecer, às vezes matérias não condizem com a verdade. A gente conversa há dois meses. Tenho carinho muito grande pelo Santos. Saíram matérias sobre direitos econômicos e 45% do empresário, quem sugeriu foi o presidente de comprar. Podemos renovar com os 45% também. Demora um pouco mais, cada um vê o que é melhor. Procuro ser mais valorizado e conversas estão bem encaminhadas”, disse Gustavo.

O atual contrato se encerra em 31 de janeiro de 2020 e Gustavo Henrique já pode assinar um pré-acordo com qualquer clube. Revelado nas categorias de base do Santos, o zagueiro de 26 anos é monitorado por Corinthians, Flamengo e São Paulo.

Mais conteúdo sobre

Futebol