Projeto do Basquete vai continuar

    

Carlos Junior/ND

Manteguinha aguarda para ficar, mas recebeu proposta do Pinheiros, de São Paulo

 

      Depois de muita especulação e algumas incertezas, o Basquete de Joinville teve uma reunião na tarde/noite de ontem que definiu a permanência da equipe. A JBA (Joinville Basquete Associados), clube criado para captar recursos para o time, e a VO2 Marketing, empresa responsável pela administração da equipe, entraram num acordo e agora o principal objetivo é buscar recursos para suprir a ausência da Brascola. Duas reuniões agendadas para o fim da semana podem confirmar a entrada de novos patrocinadores no projeto.

      O técnico Alberto Bial segue no comando do time. O desafio é tentar manter a base do com um orçamento, provavelmente, menor. Jogadores como o pivô Shilton e o ala/armador Manteguinha receberam propostas e aguardam para saber se continuam em Joinville. Shilton foi consultado pelo Franca-SP e Manteguinha pelo Pinheiros-SP. Recentemente, o ala/pivô Luis Gruber acertou sua saída para o Uberlândia-MG.

      Outro problema a ser resolvido é a questão dos salários atrasados. Segundo a diretoria do Basquete de Joinville, são 28 dias de atraso (referentes a abril). Por enquanto, não há um prazo estipulado para a regularização deste atraso. No próximo dia 10, outra parte do salário (referente a maio) deverá ser paga. A comissão técnica também sofre com a falta de pagamentos.

Mais conteúdo sobre

Esporte