+

Esportes

Loading...

Psicólogo faz alerta ao Corinthians, e Tite diz: ‘Precisamos de foco maior’

Cinco pontos à frente do Galo a nove rodadas do fim do Brasileirão, comissão técnica do Corinthians acende sinal de alerta para um adversário extra nesta reta final: ansiedade

Divulgação

Líder do Brasileirão, o Corinthians tem cinco pontos de vantagem para o Atlético-MG, segundo colocado. Restando nove rodadas para o término da competição e com um fim de semana sem compromisso pela frente, o adversário da vez para o elenco de Tite está fora de campo: a ansiedade.

Não é de hoje que o assunto ronda o CT Joaquim Grava. Seja em entrevistas exclusivas ou coletivas, jogadores falam há algumas semanas sobre a expectativa de ser (ou não) campeão. Em conversa com o LANCE!, o psicólogo esportivo Eduardo Cillo chamou atenção para o comportamento dos atletas corintianos e deixou um alerta:

– Faltando nove jogos, é preciso trabalhar jogo a jogo, mantendo a concentração naquilo que funcionou até o momento. Uma coisa que preocupa para o psicólogo é ver algumas declarações de jogadores que mostram ansiedade. Vi o Jadson falando que seria tragédia perder o campeonato. Isso é um sinal de alerta ligado. Essa não era uma preocupação no início do campeonato. O foco de agora deveria ser o mesmo lá do começo, jogo a jogo – afirmou.

O Corinthians não tem psicólogo no departamento de futebol. A missão, portanto, fica nas mãos de Tite. Ciente da importância de blindar o elenco alvinegro contra qualquer espécie de oba-oba, o comandante vetou entrevistas de seus jogadores a veículos de imprensa. O foco, mais do que nunca, é no campeonato.

Em entrevista ao LANCE! (antes do veto), Tite falou sobre a situação da equipe no Brasileirão. A caminho do título? Sim. Mas, ao mesmo tempo, sem poder tirar os pés do chão.

(Foto: Daniel Augusto Jr)

– É inconteste: estamos na briga pelo título, com bastante chance, claro que vamos monitorar a cada rodada. Esses blocos estão delineados (…) Não existe campeão virtual, não vejo dessa forma, o campeonato é de regularidade. Nesse momento de expectativa maior, nós e de outros clubes, temos que saber administrar essa ansiedade, expectativa, ter um foco maior. Nosso trabalho é diário.

Dentro das quatro linhas, o Corinthians dá o que falar. A bola da vez a ser dominada, porém, não tem forma, cor, textura… Nem mesmo está ao alcance de câmeras. É a cabeça de cada jogador que definirá os últimos passos do Timão no Brasileirão.

CONFIRA ABAIXO UM BATE-BOLA DE TITE AO LANCE!

Quem são os concorrentes do Corinthians pelo título brasileiro?

Vejo ainda o Atlético como forte concorrente, começou o campeonato e passou boa parte como melhor do campeonato, a mais estruturada, e outras evoluíram, como a nossa, o Grêmio e o Palmeiras. Por isso estão nesse bloco de cima, coloco essas quatro. Algumas com mais vantagem, nós com uma vantagem considerável

Seria frustrante não ser campeão de nada em 2015 após apresentar futebol tão envolvente?

Tem dois enfoques, ou a frustração ou a glorificação, pois coroaria o trabalho todo. Não vamos fazer prognóstico, vamos analisar o que foi passado. Eu falei com eles, nós conversamos entre nós. Disse que sucesso é fazer grande trabalho, às vezes bate campeão, às vezes não. Eu acredito na construção do trabalho, fortalecer, crescer, para depois bater campeão. Essa equipe cresceu muito rápido e ela tem condições de bater esse ano.

Que aprendizado vocês levam para essa reta final de Brasileiro?

O maior aprendizado é ter equilíbrio emocional, selecionar o que é mais importante, se cuidar fora de campo, com alimentação, sono, família…

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...