Conteúdo por Gazeta Esportiva

Régis espera “grandes jogos” do Corinthians no segundo semestre

Atualizado

Apesar do rendimento ruim do Corinthians nos dois amistosos de intertemporada, diante do Botafogo-SP e do Vila Nova, o elenco comandado por Fábio Carille segue confiante na evolução visando a retomada das competições no segundo semestre. Dessa vez, que pregou otimismo foi o meia-atacante Régis, que concedeu entrevista coletiva no Centro de Treinamentos Joaquim Grava na última sexta-feira.

De acordo com o camisa 20, o período de treinamentos vem sendo produtivo para o treinador corintiano promover ajustes e testar opções nas mais diversas posições. Dessa forma, a expectativa é de que o Alvinegro do Parque São Jorge esteja no auge no retorno do Campeonato Brasileiro, dia 14 de julho, contra o CSA na Arena de Itaquera.

“Nós estamos em um processo de treinamento e preparação. O professor (Fábio) Carille está usando algumas peças em determinadas funções e vamos melhorando a cada dia. Temos mais uma semana, mais um amistoso domingo, tudo para voltarmos bem. A gente está procurando se adaptar e vamos melhorar a cada dia. Temos mais um jogo amistoso, mais uma semana para voltar com tudo”, disse Régis.

“A pausa foi muito boa. Volta todo mundo do zero. O grupo é muito qualificado, tem grandes jogadores. O ano tem muitos jogos. Com certeza, vamos precisar de todos. Tivemos algumas baixas, mas com o grupo cheio, a competitividade vai aumentar e só quem ganha é o Corinthians”, completou.

Depois de perder para o Botafogo-SP em uma atuação muito criticada pelos próprio jogadores, o Corinthians voltou a jogar mal na última quinta-feira, mas venceu o Vila Nova por 2 a 1. O tento que deu o triunfo, inclusive, foi marcado pelo próprio Régis, que foi substituído no intervalo, mas voltou ao campo após a saída de Janderson por necessidade médica. E segundo ele, não há uma motivação menor dos jogadores por se tratar de amistoso.

“Qualquer jogo que o Corinthians entra em campo é valendo, independente se é amistoso. Sempre entramos para vencer. A gente foi com o intuito de mudar os times. Não foi a partida que nós queríamos, mas estamos trabalhando no dia a dia para voltar com tudo no Brasileiro”, finalizou o meia-atacante.

Mais conteúdo sobre

Futebol