Reunião com familiares deu força ao Palmeiras antes da semifinal

Para ressaltar o 'espírito de vencedor' dos atletas, diretoria abriu o almoço na concentração para esposas, namoradas e filhos. Deu certo e valeu vaga na final da Copa do Brasil

Divulgação

O Palmeiras começou a construir a classificação à final da Copa do Brasil horas antes do jogo contra o Fluminense. Na terça, os jogadores receberam esposas, namoradas e filhos na concentração. A ideia da diretoria era ressaltar o “espírito de vencedor” de cada um, não só como atleta.

– Quando os atletas são escolhidos para jogar no juvenil, quando vão para o profissional e quando o Palmeiras os escolhe, eles são vencedores. Quando se consegue reunir as famílias que eles constituíram, você deixa bem claro o quanto eles são vencedores. Na realidade, o espírito vencedor tem que estar próximo – explicou Cícero Souza, gerente de futebol, ao LANCE!.

Os jogadores, que desta vez tiveram a concentração antecipada para segunda à noite (em condições normais, seria na terça), foram para o Allianz Parque ainda mais dispostos a jogar pelas pessoas queridas. Um dos maiores exemplos é Fernando Prass, o herói da classificação nos pênaltis: Caio e Helena, filhos do goleiro, faziam aniversário justamente na quarta-feira.

– Minha filha me perguntou onde eu estaria no dia 28, falei que teria jogo e voltaria para dar os parabéns para ela. Tudo correu da melhor maneira possível. Não faço gol, mas eles me cobravam para defender pênalti por ter largado os dois no dia do aniversário. Minha filha fala: “Você nunca está em casa”. Quem é pai sabe como isso corta o coração. Mas eles começam a entender que fazemos isso por eles também – disse o camisa 1.

Essa não foi a primeira reunião pé-quente. Zé Roberto e Edmundo já fizeram o time “começar a vencer“ antes mesmo do apito inicial neste ano (veja mais abaixo).

AS OUTRAS REUNIÕES EMBLEMÁTICAS DO ANO:

Palmeiras é grande – Antes do primeiro jogo do Paulista, Zé Roberto reuniu atletas, comissão técnica e até diretoria no vestiário e deu uma calorosa preleção. Após os berros de “o Palmeiras é grande”, o time venceu o Audax por 3 a 1.

Edmundo – O Palmeiras vivia fase instável no Brasileirão e, a pedido de Oswaldo de Oliveira, o Animal visitou o grupo na concentração antes de duelo com o Corinthians. Deu certo: vitória por 2 a 0 em Itaquera.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...

Reunião com familiares deu força ao Palmeiras antes da semifinal

Para ressaltar o 'espírito de vencedor' dos atletas, diretoria abriu o almoço na concentração para esposas, namoradas e filhos. Valeu vaga na final da Copa do Brasil

Fellipe Lucena, Igor Siqueira e Thiago Ferri

São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ)

O Palmeiras começou a construir a classificação à final da Copa do Brasil horas antes do jogo contra o Fluminense. Na terça, os jogadores receberam esposas, namoradas e filhos na concentração. A ideia da diretoria era ressaltar o “espírito de vencedor” de cada um, não só como atleta.

– Quando os atletas são escolhidos para jogar no juvenil, quando vão para o profissional e quando o Palmeiras os escolhe, eles são vencedores. Quando se consegue reunir as famílias que eles constituíram, você deixa bem claro o quanto eles são vencedores. Na realidade, o espírito vencedor tem que estar próximo – explicou Cícero Souza, gerente de futebol, ao LANCE!.

Os jogadores, que desta vez tiveram a concentração antecipada para segunda à noite (em condições normais, seria na terça), foram para o Allianz Parque ainda mais dispostos a jogar pelas pessoas queridas. Um dos maiores exemplos é Fernando Prass, o herói da classificação nos pênaltis: Caio e Helena, filhos do goleiro, faziam aniversário justamente na quarta-feira.

– Minha filha me perguntou onde eu estaria no dia 28, falei que teria jogo e voltaria para dar os parabéns para ela. Tudo correu da melhor maneira possível. Não faço gol, mas eles me cobravam para defender pênalti por ter largado os dois no dia do aniversário. Minha filha fala: “Você nunca está em casa”. Quem é pai sabe como isso corta o coração. Mas eles começam a entender que fazemos isso por eles também – disse o camisa 1.

Essa não foi a primeira reunião pé-quente. Zé Roberto e Edmundo já fizeram o time “começar a vencer“ antes mesmo do apito inicial neste ano (veja mais abaixo).

AS OUTRAS REUNIÕES EMBLEMÁTICAS DO ANO:

Palmeiras é grande – Antes do primeiro jogo do Paulista, Zé Roberto reuniu atletas, comissão técnica e até diretoria no vestiário e deu uma calorosa preleção. Após os berros de “o Palmeiras é grande”, o time venceu o Audax por 3 a 1.

Edmundo – O Palmeiras vivia fase instável no Brasileirão e, a pedido de Oswaldo de Oliveira, o Animal visitou o grupo na concentração antes de duelo com o Corinthians. Deu certo: vitória por 2 a 0 em Itaquera.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...