Ronaldo sai machucado e Portugal só empata com Sérvia pelas Eliminatórias da Euro

Atualizado

Portugal recebeu a Sérvia nesta segunda-feira, em Lisboa, e somou seu segundo empate neste início de Eliminatórias para a Eurocopa de 2020. O resultado de 1 a 1 não era o esperado pela torcida, mas ficou ainda pior por causa da lesão sofrida por Cristiano Ronaldo, que precisou ser substituído ainda no primeiro tempo com um problema na coxa.

Os resultados deixam a Ucrânia na liderança do Grupo B, com quatro pontos, após bater por 2 a 1 Luxemburgo, que aparece em segundo, com três. Portugal é apenas o terceiro, com dois, enquanto a Sérvia tem um e a Lituânia, nenhum. Estes últimos dois, no entanto, atuaram apenas uma vez até o momento.

Mesmo na casa do adversário, a Sérvia se lançou ao ataque nesta segunda e chegou ao primeiro gol. Aos seis minutos, Gacinovic recebeu na área e tentou tirar do goleiro Rui Patrício, com quem trombou. O árbitro considerou pênalti, que Tadic cobrou com muita categoria para marcar.

Não demorou para que Portugal respondesse e passasse a dominar a partida, quase sempre com Cristiano Ronaldo. Aos oito, ele obrigou Dmitrovic a fazer boa defesa. Pouco depois, chutou em cima do goleiro. Dmitrovic ainda apareceu bem novamente ao espalmar bela finalização de Rafa Silva.

Quando o time da casa era todo ataque, sofreu um duro baque. Aos 27 minutos, Rafa Silva arrancou e tocou para Ronaldo, que sentiu a coxa na corrida. Imediatamente, o craque sinalizou pedindo a substituição e deixou o gramado para a entrada de Pizzi.

Sem Ronaldo, o ritmo português diminuiu, mas o empate veio ainda na primeira etapa, em lance de muita felicidade de Danilo Pereira. O volante arrancou do meio de campo e arriscou de longe. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

Na etapa final, a Sérvia conseguiu controlar um pouco mais o ímpeto do adversário, mas só segurou o resultado graças a um erro crasso da arbitragem. Aos 28 minutos, André Silva recebeu cruzamento na área e cabeceou. A bola tocou no braço de Rukavina e o juiz assinalou pênalti, mas voltou atrás após consultar um dos auxiliares, que assinalou impedimento inexistente.

A pressão cresceu e Portugal chegou a perder chance praticamente sem goleiro, em bate-rebate que rodou pelos pés de Bernardo Silva, André Silva e William Carvalho. Mas ficou nisso, e o time da casa viu de novo escapar pelas mãos a chance da primeira vitória nas Eliminatórias.

Futebol