Ruy prega atenção contra o Santos para manter América-MG fora do Z-4

Após retomar a posição titular contra o Internacional, Ruy vive expectativa de iniciar confronto com o Santos (Divulgação)
Após retomar a posição titular contra o Internacional, Ruy vive expectativa de iniciar confronto com o Santos (Divulgação)

Considerado uma das principais peças responsáveis pelo retorno do América-MG à primeira divisão, Ruy deixou o Coelho para defender o Coritiba, mas retornou ao clube de Belo Horizonte e março desse ano para dar sequência ao contrato de empréstimo até o final da temporada.

Entretanto, apesar de ter mostrado um bom desempenho em 2017, o jogador só voltou a atuar como titular após a chegada do técnico Adilson Batista. O retorno à posição com a camisa 10, na vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, devolveu ao jogador a motivação para continuar trabalhando e a oportunidade foi agradecida.

– Estou muito motivado para a sequência da Série A. O jogo contra o Internacional foi muito importante para mim e só tenho a agradecer à comissão técnica e ao grupo pela confiança que todos estão me passando. Vou continuar trabalhando firme para evoluir ainda mais.

O otimismo de Ruy também se explica pela alavancada que o América-MG deu no Campeonato Brasileiro ao vencer a equipe gaúcha. Com o triunfo, o Coelho assumiu a 14ª da tabela, com 17 pontos e se distanciou da zona de rebaixamento.

– Nós estamos próximos ainda do Z-4 e queremos nos distanciar ainda mais deste grupo. Temos condições disso e já provamos isso. Temos que fazer uma boa sequência para que isso seja possível. O grupo sabe do seu potencial e vai continuar se dedicando muito para melhorar ainda mais a posição na tabela de classificação da Série A.

Apesar de estar em uma situação mais confortável, o América-MG não pode voltar a vacilar nos próximos compromissos, principalmente no deste domingo, contra o Santos (15º colocado, com 16 pontos). Em partida válida pela 16ª rodada, as equipes protagonizam uma disputa direta por posição às 16h, na Vila Belmiro.

– O Santos tem uma grande equipe e é sempre muito forte atuando em sua casa, diante do seu torcedor. Temos que fazer um jogo perfeito, sem erros, para sairmos desta rodada pontuando como visitante. Não podemos vacilar. Precisamos ter intensidade máxima durante os 90 minutos – concluiu.

Mais conteúdo sobre

Esporte