Conteúdo por Gazeta Esportiva

Sampaoli contesta diretoria por ausência de meio-campista no Santos: “Pedi seis ou sete”

Atualizado

Sampaoli contesta decisão da diretoria (Ivan Storti)

O técnico do Santos, Jorge Sampaoli, criticou a decisão do presidente José Carlos Peres de contratar três reforços neste momento: o zagueiro Luan Peres, o lateral-direito Pará e o atacante Lucas Venuto.

Explica-se: Sampaoli indicou o trio e outros atletas em janeiro. Há dois meses, entendendo melhor as necessidades do Peixe, pediu seis ou sete opções diferentes para o meio-campo. E chegaram os do início do ano, sem um volante.

“Sou muito insistente com a diretoria. Diretoria nem conheço na realidade, conheço o presidente que decide. Passei necessidade há mais de dois meses. Seis ou sete nomes (volantes) para vir dois. E não veio nenhum. Clube não teve condições de compartilhar comigo essas decisões dos três jogadores. Foi trabalho sem sentido a minha escolha. Presidente ou quem foi decidiu sozinho agora”, disse Jorge Sampaoli, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Antes do desabafo, Jorge Sampaoli falou sobre as características das contratações e por que pediu em janeiro. E destacou a necessidade de meio-campistas.

“São jogadores que havíamos visto em janeiro para reforçar o time. Luan um central canhoto para linha de três. Venuto é extremo interessante e jovem que escolhemos. Pará é um lateral a mais, que acompanhe a função do Ferraz. Não tivemos naquela hora e agora conseguimos. Não era a prioridade, como um substituto para Jean Lucas ou meia pela esquerda. Não tivemos possibilidade de contratar as prioridades, mas vieram as possibilidades de janeiro. Precisávamos de jogadores preparados para nosso sistema. Como são jogadores que escolhemos em janeiro, tomara que se adaptem rápido”, completou.

Luan Peres, do Brugge, Pará, do Flamengo, e Lucas Venuto, do Whitecaps, chegam nos próximos dias para exames médicos e assinar contrato. O Santos ainda procura um volante.

Luan Peres e Lucas Venuto são os reforços de número 13 e 14 do Santos em 2019, contando com Pará, ex-Flamengo, também com os exames médicos pendentes. Antes chegaram Evandro, Soteldo, Felipe Aguilar, Everson, Cueva, Jean Lucas (agora no Lyon (FRA), Felipe Jonatan, Jorge, Jobson, Marinho e Uribe.

Mais conteúdo sobre

Futebol