Conteúdo por Gazeta Esportiva

Santos pensa em convidar auxiliar se Jorge Sampaoli optar por saída

O Santos pensa em uma “solução caseira” para substituir Jorge Sampaoli se o técnico optar por sair ao fim deste ano: Jorge Desio, seu auxiliar.

Desio ainda não foi procurado pelo Peixe, mas é considerado reposição ideal por alguns membros da diretoria. Esse assunto foi levantado nos últimos dias e as referências ouvidas foram ótimas. O profissional é querido pelo elenco e funcionários, conhece a metodologia de trabalho e os atletas da base e possui estilo diferente em relação a Sampaoli, calmo e apaziguador (além de ter salário bem menor).

O Alvinegro, porém, sabe da dificuldade que teria para ouvir o “sim”. Os “Jorges” se conheceram no início da década de 90, em Rosário na Argentina, e estão juntos desde 1994, no Alumni, time de Casilda. Preparador físico em alguns momentos, Desio só ficou fora da comissão de Sampaoli na passagem pelo Juan Aurich, do Peru. Ele sempre se remete ao treinador como “chefe”.

Procurado pela Gazeta Esportiva para comentar a possibilidade, Jorge Desio preferiu se resguardar.

“Te respondo pois não quero ser desatento, mas nós (da comissão técnica) tentamos não falar (com a imprensa), exceção ao treinador (Jorge Sampaoli) e me corresponde fazer o mesmo”, disse o auxiliar.

A prioridade do Santos é convencer Jorge Sampaoli a cumprir o contrato até dezembro de 2020, mas a possibilidade é remota e o Peixe começa a pensar na substituição, como no caso de Jorge Desio. Outro nome pensado é o de Sebastián Beccacece, ex-auxiliar de Sampaoli e livre após passagem pelo Independiente (ARG). Ele esteve em negociação com o Athletico-PR, porém, a pedida salarial equivalente a R$ 420 mil por mês foi considerada alta.

O Alvinegro, se Sampaoli confirmar a saída (Palmeiras e Racing têm interesse), quer um técnico para aproveitar o sistema de jogo implementado em 2019 e Desio e Beccacece possuem esse perfil. Outra preocupação é ter vocação para revelar atletas da base. Ser estrangeiro é tendência, mas não uma regra. A definição ocorrerá depois da partida contra o Flamengo, domingo, na Vila Belmiro, no encerramento do Campeonato Brasileiro.

Futebol