São José disputa Jogos Abertos de Santa Catarina com delegação recorde em Caçador

São José quer se consolidar como protagonista nos Jasc (Jogos Abertos de Santa Catarina). Com 57 medalhas conquistadas na edição do ano passa­do, em Lages, a delegação do município fechou as disputas da principal com­petição esportiva do Estado na quar­ta posição no quadro de premiação e em quinto lugar no geral, superando as expectativas até mesmo da própria equipe. Agora, para as disputas em Ca­çador, que acontecem desta sexta-feira (7) até 16 de setembro, a meta é superar os resultados obtidos em 2017.

Natação de São José terminou em segundo lugar no geral, em provas concluídas antecipadamente, em Florianópolis, semana passada - Heron Queiroz/Fesporte/ND
Natação de São José terminou em segundo lugar no geral, em provas concluídas antecipadamente, em Florianópolis, semana passada – Heron Queiroz/Fesporte/ND

Para isso a cidade viaja com 330 atletas na delegação, a maior da histó­ria do município em disputas dos Jasc. “Nossas expectativas são as melhores possíveis. Começamos bem com as 14 medalhas da natação e como estamos indo com uma delegação grande nos­sa meta é lutar por uma posição me­lhor do que ano passado, quem sabe não sai um top-3 este ano. Estamos muito fortes em diversas modalidades e vamos brigar com força em todas”, avalia Claiton Ribeiro, diretor técnico da Fundação Municipal de Esportes e Lazer de São José.

Em Blumenau (2013), o município somou 14 medalhas (três de ouro, três de prata e oito de bronze), número que subiu para 28 (oito de ouro, dez de pra­ta e dez de bronze) em Itajaí (2014). No ano seguinte, em Joaçaba, foram 30 pódios (sete de ouro, nove de prata e 14 de bronze), enquanto na edição pas­sada, realizada em Lages, o número de medalhas subiu consideravelmente para 57 conquistas (24 de ouro, 15 de prata e 18 de bronze). Em 2016 os Jasc não foram disputados devido as fortes chuvas em Tubarão.

“Outro aspecto importante é o in­centivo através da Bolsa Atleta, que neste ano de 2018 teve um incremento próximo a R$ 350 mil, chegando num investimento total de quase R$ 1 mi­lhão”, explica João David Garcia, supe­rintendente da Fundação Municipal de Esportes e Lazer de São José.

Com grande destaque em modali­dades como atletismo e judô, São José manteve a base forte e reforçou a dele­gação em busca de mais pódios. Caso da equipe de natação feminina que abriu as disputas dos Jasc com 14 me­dalhas e um troféu de vice-campeão, sendo que em 2017 a cidade não havia pontuado na modalidade.

Mais conteúdo sobre

Esporte