Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo aproveita “intertemporada” para setorizar preparação do elenco

O São Paulo vem aproveitando o privilégio de ter pela segunda vez no ano uma intertemporada para setorizar a preparação de seus atletas ao longo dessas duas semanas sem partidas oficiais. Como só volta a entrar em ação no dia 10 de agosto, contra o Santos, no Morumbi, o Tricolor não tem qualquer necessidade de a recuperação de alguns atletas em campo por conta de algum jogo no próximo fim de semana.

Justamente por isso, Tiago Volpi não treinou nesta quinta-feira e deve permanecer fazendo reforço muscular no CT da Barra Funda até a próxima segunda-feira. O goleiro não preocupa a comissão técnica para o San-São e cumpre uma rotina diferente apenas por precaução do departamento de preparação física.

Na última quarta-feira, a comissão técnica já havia programado atividades diferentes para o plantel, que foi dividido em dois. Os atletas que não atuaram 90 minutos contra o Fluminense disputaram um jogo-treino contra o Nacional-SP. Enquanto isso, os titulares, Toró, os recém-recuperados de lesão e aqueles que ainda trabalham para se livrar dos problemas físicos fizeram um trabalho em outro gramado sob supervisão do preparador físico Pedro Campos.

Nesta quinta, o grupo comandado por Cuca novamente participou de atividades separadamente. Os atletas que estiveram em campo na maior parte do jogo-treino contra o Nacional fizeram apenas um trabalho regenerativo na academia do CT. Já o restante dos jogadores treinou no gramado com a exigência de atuar com a mesma intensidade exigida em partidas oficiais.

Com mais sete dias para se preparar para o clássico contra o Santos, atualmente o líder do Campeonato Brasileiro, o São Paulo, por enquanto, não tem nenhum outro jogo-treino previsto para manter a forma e o ritmo de jogo, a exemplo do que fez durante a parada para a Copa América. O time de Cuca é o quinto colocado da tabela, mas como não jogará neste fim de semana devido à participação do Athletico-PR na Copa Suruga, no Japão, deverá perder posições.

Futebol