Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo cogita apresentar Daniel Alves no Morumbi e alavancar marketing

Atualizado

São Paulo pode repetir a apresentação de Luís Fabiano com Daniel Alves (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Vista por muitos como a maior contratação da história do São Paulo, Daniel Alves deverá ganhar uma recepção de gala no clube. O Tricolor Paulista cogita apresentar o lateral-direito no Morumbi nos mesmos moldes do que foi feito com Luís Fabiano em 2011, quando 45 mil pessoas foram ao estádio para saudar o atacante em seu retorno à equipe.

Além de promover a interação entre Daniel Alves e a torcida, o São Paulo projeta alavancar o marketing com a contratação, tanto é que deu a camisa 10 ao atleta. Responsável por fornecer o material esportivo do time, a Adidas pode participar da ação ao colocar pontos móveis e fixos para a venda de produtos no local.

Caso o evento aconteça em estilo semelhante ao que foi montado para Luís Fabiano, o clube ainda deverá proporcionar aos presentes atrações musicais de personalidades são-paulinas, a aparição de ídolos e queima de fogos, além de um show de luzes, como foi feito na despedida de Rogério Ceni, em 2015.

Tratado com um “sonho”, Daniel Alves foi anunciado como reforço do São Paulo na noite da última quinta-feira. Com propostas de inúmeros times da Europa, o campeão e melhor jogador da última Copa América escolheu jogar no Tricolor Paulista, fato que foi usado nas redes sociais do clube para seu anúncio oficial e que deverá seguir como estratégia de marketing até a apresentação.

“Agora é 2019, e eu poderia ter escolhido qualquer lugar para jogar, mas escolho voltar para o Brasil, pelo meu país, pelo meu povo, pelo meu clube de coração. É irreal, mas estou aqui”, disse Daniel Alves no vídeo do anúncio de sua contratação.

Enquanto disputava a Copa América com a Seleção Brasileira, Daniel Alves disse que não iria retornar ao Brasil tão cedo, mas que o São Paulo seria sua prioridade pelo fato de ser torcedor do clube. O lateral-direito já chegou a afirmar que o time tricolor do início da década de 1990, comandado por Telê Santana, foi uma de suas grandes inspirações para se tornar jogador de futebol.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Mais Esportes