Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo de Diniz ainda busca estratégia ideal como visitante

Apesar do São Paulo ter alcançado bom desempenho em algumas partidas desde a chegada de Fernando Diniz, o treinador tem uma grande dor de cabeça no comando da equipe: os jogos como visitante. Além de não ter vencido nenhum confronto fora de seus domínios com o técnico, o Tricolor ainda não encontrou a melhor estratégia para atuar fora de casa.

Diniz foi anunciado como treinador do São Paulo no dia 26 de setembro e, desde então, disputou quatro jogos como visitante. Depois de empatar com o Flamengo, no Maracanã, e com Bahia, na Fonte Nova, o Tricolor foi derrotado pelo Cruzeiro, no Mineirão, e pelo Palmeiras, no Allianz Parque, na última quarta-feira.

Com Diniz, São Paulo somou apenas dois pontos em quatro partidas fora de casa (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Além de não ter conseguido sair com a vitória longe de seus domínios, o São Paulo sequer marcou gols nesses quatro jogos. A ausência de um centroavante desde o primeiro tempo da partida contra o Bahia ajuda a explicar a marca negativa, mas não justifica a falta de criatividade e as poucas finalizações da equipe nesses confrontos.

Em seu primeiro jogo no comando do São Paulo, Diniz adotou uma estratégia defensiva para enfrentar o Flamengo, no Maracanã. Com um bloco baixo e um time muito compacto, o Tricolor conseguiu neutralizar o ataque Rubro-Negro e saiu com um ponto comemorado, já que os cariocas eram vistos como um adversário de peso.

Nos jogos contra Bahia, Cruzeiro e Palmeiras, a proposta passou a ser mais alinhada ao modelo de jogo concebido por Diniz. Ou seja, a equipe tentou trabalhar a bola com mais passes curtos e avançar as linhas, porém sem grande sucesso. Especialmente contra os mineiros e o Verdão, o Tricolor foi pressionado na saída de bola e pouco conseguiu produzir através da posse.

Os resultados das partidas do São Paulo fora de casa contrastam com a força que a equipe vem apresentando como mandante com Fernando Diniz. Até o momento, o treinador comandou o time em quatro partidas em casa, obtendo 100% de aproveitamento. As vitórias contra Corinthians, Avaí e Atlético-MG foram no Morumbi, enquanto o triunfo sobre o Fortaleza aconteceu no Pacaembu.

Com a derrota no Allianz Parque, o São Paulo estacionou nos 49 pontos somados, na quarta colocação. O próximo compromisso da equipe é contra a Chapecoense, no sábado, às 21h, em Chapecó.

Futebol

Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo de Diniz ainda busca estratégia ideal como visitante

Apesar do São Paulo ter alcançado bom desempenho em algumas partidas desde a chegada de Fernando Diniz, o treinador tem uma grande dor de cabeça no comando da equipe: os jogos como visitante. Além de não ter vencido nenhum confronto fora de seus domínios com o técnico, o Tricolor ainda não encontrou a melhor estratégia para atuar fora de casa.

Diniz foi anunciado como treinador do São Paulo no dia 26 de setembro e, desde então, disputou quatro jogos como visitante. Depois de empatar com o Flamengo, no Maracanã, e com Bahia, na Fonte Nova, o Tricolor foi derrotado pelo Cruzeiro, no Mineirão, e pelo Palmeiras, no Allianz Parque, na última quarta-feira.

Com Diniz, São Paulo somou apenas dois pontos em quatro partidas fora de casa (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Além de não ter conseguido sair com a vitória longe de seus domínios, o São Paulo sequer marcou gols nesses quatro jogos. A ausência de um centroavante desde o primeiro tempo da partida contra o Bahia ajuda a explicar a marca negativa, mas não justifica a falta de criatividade e as poucas finalizações da equipe nesses confrontos.

Em seu primeiro jogo no comando do São Paulo, Diniz adotou uma estratégia defensiva para enfrentar o Flamengo, no Maracanã. Com um bloco baixo e um time muito compacto, o Tricolor conseguiu neutralizar o ataque Rubro-Negro e saiu com um ponto comemorado, já que os cariocas eram vistos como um adversário de peso.

Nos jogos contra Bahia, Cruzeiro e Palmeiras, a proposta passou a ser mais alinhada ao modelo de jogo concebido por Diniz. Ou seja, a equipe tentou trabalhar a bola com mais passes curtos e avançar as linhas, porém sem grande sucesso. Especialmente contra os mineiros e o Verdão, o Tricolor foi pressionado na saída de bola e pouco conseguiu produzir através da posse.

Os resultados das partidas do São Paulo fora de casa contrastam com a força que a equipe vem apresentando como mandante com Fernando Diniz. Até o momento, o treinador comandou o time em quatro partidas em casa, obtendo 100% de aproveitamento. As vitórias contra Corinthians, Avaí e Atlético-MG foram no Morumbi, enquanto o triunfo sobre o Fortaleza aconteceu no Pacaembu.

Com a derrota no Allianz Parque, o São Paulo estacionou nos 49 pontos somados, na quarta colocação. O próximo compromisso da equipe é contra a Chapecoense, no sábado, às 21h, em Chapecó.

Futebol

Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo de Diniz ainda busca estratégia ideal como visitante

Apesar do São Paulo ter alcançado bom desempenho em algumas partidas desde a chegada de Fernando Diniz, o treinador tem uma grande dor de cabeça no comando da equipe: os jogos como visitante. Além de não ter vencido nenhum confronto fora de seus domínios com o técnico, o Tricolor ainda não encontrou a melhor estratégia para atuar fora de casa.

Diniz foi anunciado como treinador do São Paulo no dia 26 de setembro e, desde então, disputou quatro jogos como visitante. Depois de empatar com o Flamengo, no Maracanã, e com Bahia, na Fonte Nova, o Tricolor foi derrotado pelo Cruzeiro, no Mineirão, e pelo Palmeiras, no Allianz Parque, na última quarta-feira.

Com Diniz, São Paulo somou apenas dois pontos em quatro partidas fora de casa (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Além de não ter conseguido sair com a vitória longe de seus domínios, o São Paulo sequer marcou gols nesses quatro jogos. A ausência de um centroavante desde o primeiro tempo da partida contra o Bahia ajuda a explicar a marca negativa, mas não justifica a falta de criatividade e as poucas finalizações da equipe nesses confrontos.

Em seu primeiro jogo no comando do São Paulo, Diniz adotou uma estratégia defensiva para enfrentar o Flamengo, no Maracanã. Com um bloco baixo e um time muito compacto, o Tricolor conseguiu neutralizar o ataque Rubro-Negro e saiu com um ponto comemorado, já que os cariocas eram vistos como um adversário de peso.

Nos jogos contra Bahia, Cruzeiro e Palmeiras, a proposta passou a ser mais alinhada ao modelo de jogo concebido por Diniz. Ou seja, a equipe tentou trabalhar a bola com mais passes curtos e avançar as linhas, porém sem grande sucesso. Especialmente contra os mineiros e o Verdão, o Tricolor foi pressionado na saída de bola e pouco conseguiu produzir através da posse.

Os resultados das partidas do São Paulo fora de casa contrastam com a força que a equipe vem apresentando como mandante com Fernando Diniz. Até o momento, o treinador comandou o time em quatro partidas em casa, obtendo 100% de aproveitamento. As vitórias contra Corinthians, Avaí e Atlético-MG foram no Morumbi, enquanto o triunfo sobre o Fortaleza aconteceu no Pacaembu.

Com a derrota no Allianz Parque, o São Paulo estacionou nos 49 pontos somados, na quarta colocação. O próximo compromisso da equipe é contra a Chapecoense, no sábado, às 21h, em Chapecó.

Futebol

Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo de Diniz ainda busca estratégia ideal como visitante

Apesar do São Paulo ter alcançado bom desempenho em algumas partidas desde a chegada de Fernando Diniz, o treinador tem uma grande dor de cabeça no comando da equipe: os jogos como visitante. Além de não ter vencido nenhum confronto fora de seus domínios com o técnico, o Tricolor ainda não encontrou a melhor estratégia para atuar fora de casa.

Diniz foi anunciado como treinador do São Paulo no dia 26 de setembro e, desde então, disputou quatro jogos como visitante. Depois de empatar com o Flamengo, no Maracanã, e com Bahia, na Fonte Nova, o Tricolor foi derrotado pelo Cruzeiro, no Mineirão, e pelo Palmeiras, no Allianz Parque, na última quarta-feira.

Com Diniz, São Paulo somou apenas dois pontos em quatro partidas fora de casa (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

Além de não ter conseguido sair com a vitória longe de seus domínios, o São Paulo sequer marcou gols nesses quatro jogos. A ausência de um centroavante desde o primeiro tempo da partida contra o Bahia ajuda a explicar a marca negativa, mas não justifica a falta de criatividade e as poucas finalizações da equipe nesses confrontos.

Em seu primeiro jogo no comando do São Paulo, Diniz adotou uma estratégia defensiva para enfrentar o Flamengo, no Maracanã. Com um bloco baixo e um time muito compacto, o Tricolor conseguiu neutralizar o ataque Rubro-Negro e saiu com um ponto comemorado, já que os cariocas eram vistos como um adversário de peso.

Nos jogos contra Bahia, Cruzeiro e Palmeiras, a proposta passou a ser mais alinhada ao modelo de jogo concebido por Diniz. Ou seja, a equipe tentou trabalhar a bola com mais passes curtos e avançar as linhas, porém sem grande sucesso. Especialmente contra os mineiros e o Verdão, o Tricolor foi pressionado na saída de bola e pouco conseguiu produzir através da posse.

Os resultados das partidas do São Paulo fora de casa contrastam com a força que a equipe vem apresentando como mandante com Fernando Diniz. Até o momento, o treinador comandou o time em quatro partidas em casa, obtendo 100% de aproveitamento. As vitórias contra Corinthians, Avaí e Atlético-MG foram no Morumbi, enquanto o triunfo sobre o Fortaleza aconteceu no Pacaembu.

Com a derrota no Allianz Parque, o São Paulo estacionou nos 49 pontos somados, na quarta colocação. O próximo compromisso da equipe é contra a Chapecoense, no sábado, às 21h, em Chapecó.

Futebol