Conteúdo por Gazeta Esportiva

São Paulo se destaca pela eficiência, mas permite mais de 20 finalizações da Chape

Atualizado

O placar de 3 a 0 sobre a Chapecoense pode dar a impressão de que o São Paulo foi arrasador no jogo disputado neste sábado no interior catarinense. Mas a realidade é diferente. O Tricolor teve maior posse de bola e eficiência, mas apresentou algumas falhas importantes.

Segundo números do SportRadar, o São Paulo teve ampla posse de bola (57%), algo comum nas equipes dirigidas por Fernando Diniz. Além disso, mostrou eficiência para marcar os gols: foram dez finalizações e seis na direção do gol.

Por outro lado, o São Paulo permitiu muitas investidas da Chapecoense, principalmente no começo do segundo tempo, muitas delas em erros do Tricolor na saída de bola. O time catarinense terminou a partida com 22 finalizações, dez no alvo, obrigado o goleiro Tiago Volpi a trabalhar muito.

A vitória deixa o São Paulo com 52 pontos na classificação do Campeonato Brasileiro, firme por mais uma rodada no G4 da competição.

Futebol