Conteúdo por Gazeta Esportiva

Scaloni defende Messi e pede para grupo também chamar a responsabilidade

Atualizado

Na expectativa da disputa do 3º lugar da Copa América neste sábado, às 16h (horário de Brasília) na Arena Corinthians, Messi tenta comandar a Argentina para um final digno de participação no torneio, após eliminação para o Brasil nas semifinais.

Questionado sobre o desempenho do camisa 10 na competição, o treinador Lionel Scaloni saiu em defesa do craque e aproveitou para pedir mais responsabilidade do resto do grupo. “Messi não apareceu tanto no individual, foi mais coletivo. Do meu ponto de vista o Messi sempre jogou bem. A gente ta acostumado a ele fazer coisas de outro planeta e quando ele faz apenas um jogo bom parece que na verdade ele não foi bem”, disse o comandante.

(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Algumas vezes o time precisa se sobrepor a algumas coisas. As vezes ele está marcado. Hoje o time entende mais isso. Hoje temos jogadores que dão mais confiança para a torcida, que poderão chamar a responsabilidade quando o Messi não puder aparecer”, seguiu o treinador.

“O Lo Celso precisa ser ele mesmo, outros jogadores jovens também precisam fazer isso, chamar a responsabilidade. Quando o Messi joga o adversário tenta anular ele, então os outros precisam aparecer”, completou Scaloni.

Questionado sobre a permanência de Messi e de Aguero no prosseguimento dos trabalhos da Argentina após a Copa América, Scaloni afirmou que conta com ele se estiver no comando.

“Quem tem que convocar é o treinador ou não, não são eles que vão continuar ou não. Se forem chamados e não quiserem vir, aí eles explicam. Eles são jogadores que tem condições de jogarem na seleção e se depender de mim continuarão. Acredito que é preciso uma mistura entre experientes e jovens”, explicou

Copa América