Conteúdo por Gazeta Esportiva

Scaloni mira Brasil x Argentina e avisa: “Temos que dar algo a mais”

Atualizado

Comandante da Argentina, próximo adversário do Brasil na Copa América, Lionel Scaloni não quer ver sua equipe pressionada em função do clássico sul-americano. Em entrevista coletiva após a classificação contra a Venezuela, o técnico afirmou que os argentinos terão que dar algo a mais, mas que devem seguir jogando à sua maneira.

“Preocupa sim que seja frente ao Brasil, que é um adversário importante, nós acreditamos que temos que dar algo a mais, mas vamos fazer o nosso jogo, competir como viemos fazendo nos últimos jogos”, relatou o treinador.

“Eu tive sorte de enfrentar o Brasil (como jogador), tive a sorte de ganhar, o azar de perder também, acho que temos que encarar esse próximo jogo como um jogo a mais, como uma semifinal de Copa América que seria frente ao Brasil ou a outro país, como a Colômbia, o Uruguai, mas mesmo assim nós temos que jogar da mesma maneira, pensando que temos o máximo adversário pela frente”, explicou.

“O que vi do Brasil (na Copa América) é mais ou menos do que vimos quando os enfrentamos na Arábia Saudita (em outubro de 2018). Eles não mudaram muito seu jeito de jogar, com 4-3-1-2 ou um 4-3-3 mentiroso, com Coutinho no meio”, disse, relembrando o amistoso vencido por 1 a 0 pela equipe de Tite.

“E agora têm Everton, que apareceu bem, é um jogador a ter em conta. Sabemos que podem nos trazer dificuldades. Vai ser um jogo muito lindo, e nós tentaremos colocar dificuldade e tentar ganhar”, seguiu, destacando o atacante do Grêmio.

Brasil e Argentina se enfrentam pelas semifinais da Copa América na próxima terça-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte.

Copa América