Conteúdo por Gazeta Esportiva

Seleção da China de futebol feminino receberá doação milionária

Jack Ma, fundador da empresa de varejo online Alibaba, anunciou que fará uma doação de um bilhão de yuans (cerca de 145 milhões de dólares) para a seleção chinesa de futebol feminino. Em comunicado, o empresário informou que o valor será pago ao longo da próxima década.

No texto, ele explica que a doação tem o intuito de apoiar “a equipe nacional feminina, a prevenção e o tratamento de lesões, o desenvolvimento das carreiras das jogadoras aposentadas, o desenvolvimento técnico e a formação de técnicas, assim como o desenvolvimento das jovens”, com o objetivo de “fazer o futebol mais durável e mais acessível para as garotas e para as mulheres de todo o país”.

O empresário ainda esclarece que a Alipay, fundação caritativa da Alibaba, pagará “o essencial” da iniciativa, com o restante do valor sendo repassado por fundações estabelecidas por Ma e Joseph Tsai, vice-presidente executivo da empresa. Cai Yong, membro do comitê executivo da Federação Chinesa de Futebol, classificou a ação como “sem precedentes” no país.

Presente em todas as edições da Copa do Mundo feminina, a seleção da China chegou nas oitavas de final do Mundial de 2019, vencido pelos Estados Unidos. O melhor resultado do país asiático na competição foi em 1999, após terminar na segunda colocação, com derrota para as próprias norte-americanas na decisão.

Futebol Feminino