Conteúdo por Gazeta Esportiva

Seleção domina posse de bola, mas vê equilíbrio nas finalizações contra a Coreia

A vitória da Seleção Brasileira sobre a Coreia do Sul apresentou um placar elástico e pode ter deixado a impressão de imensa tranquilidade em campo. Mas no amistoso desta terça-feira no Mohammed Bin Zayed Stadium, a equipe pentacampeã mundial conquistou um amplo domínio territorial, só que não massacrou o rival nas finalizações.

Seguindo a característica das equipes dirigidas por Tite, o Brasil teve 59% da posse de bola, conforme dados do SportRadar. Porém, não agrediu tanto o adversário. Nas finalizações, houve equilíbrio: foram 12 dos brasileiros contra 11 dos sul-coreanos. Curiosamente, apesar da diferença no placar, cada time acertou cinco arremates na direção do gol.

O placar de 3 a 0 diante da Coreia do Sul acabou com o pior jejum de vitórias da Seleção Brasileira sob o comando do técnico Tite. A equipe acumulava cinco jogos sem vitória depois da conquista do título da Copa América.

Futebol