Sem força para reagir: postura na 3ª derrota de Valentim preocupa muito

 América MG x Vasco - Mourão Panda / América
América MG x Vasco – Mourão Panda / América

A derrota para o América-MG, terceira de Alberto Valentim em três jogos, preocupa e muito o torcedor vascaíno. Não só para o frágil futebol apresentado contra um adversário sem grandes estrelas no elenco, mas pela postura não compatível com um dos maiores clubes do futebol brasileiro. O buraco no Vasco, hoje, é bem mais embaixo do que imaginávamos. O LANCE! explica.

Além de não ter apresentado alternativas de jogo e só conseguido um gol em três jogos por conta do atacante Maxi López, o time de Valentim se mostra presa fácil. Bastou o América-MG apertar minimamente que as chances começaram a sair. E a situação piora nos discursos dos atletas. Wagner, após o jogo, deu declarações quase desesperadas, evidenciando o clima nos bastidores.

– Difícil falar nessa hora. Estamos tentando, batalhando. Algo está acontecendo, mas vamos ter que achar forças não sei de onde. Infelizmente foi a terceira derrota seguida. Contra o Vitória, temos mais uma oportunidade para sair de onde estamos – afirmou Wagner após o apito final.

​- Tem que melhorar muito, nossa postura é inadmissível. Cometemos os mesmos erros de sempre. É um jogo difícil, confronto direto. Não estamos mostrando em campo que queremos vencer. Temos que mudar muita coisa – diz Yago Pikachu, que não marca há sete partidas.

Taticamente falando, são poucas evoluções com Alberto Valentim. A proposta de apertar a marcação na saída de bola, é verdade, ficou nítida nos primeiros minutos do jogo. Mas a facilidade com que os zagueiros e laterais do América-MG saíam da pressão acabou com os planos do treinador. Ele explica.

– A ideia era de marcar de intermediária, gosto de trabalhar assim. Começamos assim, mas baixamos a linha. A gente tem que começar a apertar mais forte. Ainda vamos fazer isso. Melhoramos no segundo tempo, mas não foi suficiente para empatar ou vencer o jogo – diz Valentim.

O próximo jogo do Vasco é no domingo, contra o Vitória, no Barradão. A equipe nem volta para o Rio – de Belo Horizonte, vai direto para Salvador. Valentim precisa entender que não há mais tempo para testes em vão.

Mais conteúdo sobre

Esporte