Sem vencer na Série A, Avaí acerta a saída do técnico Geninho

Atualizado

O Avaí Futebol Clube comunicou, na noite desta segunda-feira (19), o desligamento do técnico Eugenio Machado Souto, o Geninho, depois de um ano e 28 dias no comando do Leão da Ilha. Segundo o clube, a saída do técnico de 71 anos foi em comum acordo com a diretoria. Geninho sai com um acesso à Série A e a conquista do título Estadual após sete anos da equipe na fila.

Geninho, do Avaí, no clássico contra o Figueirense pela Série B – Marco Santiago/ND

Em sua segunda passagem pelo estádio da Ressacada, Geninho contabilizou 70 jogos com: 30 vitórias, 22 empates e 18 derrotas, totalizando um aproveitamento de 53,3% a frente do clube.

Na partida diante do Vasco da Gama pela Copa do Brasil, em 10 de abril, na Ressacada, o técnico completou 100 jogos à frente do Avaí, sendo homenageado pelo clube.

“Geninho nos ajudou muito em suas duas passagens, conquistando acessos e o título de Campeão Catarinense deste ano. Deixa as portas abertas para um dia retornar ao Avaí, quem sabe como CEO do futebol. De imediato, estamos trabalhando, junto com o Departamento de Futebol, para definirmos o novo treinador e anunciá-lo o quanto antes”, disse Francisco José Battistotti, presidente do Avaí, em comunicado divulgado pelo clube.

“Tenho muito carinho pelo Avaí e uma amizade muito grande pelo Battistotti. Acredito que com a minha saída, o novo treinador conseguirá ter sucesso. Sei do potencial desta equipe e da força que tem o Avaí”, afirmou Geninho, também por meio da nota oficial.

Geninho tem 53 anos de bola, 20 como atleta goleiro e outros 33 como técnico, com um título brasileiro e passagem pelos grandes clubes nacionais.

Mais conteúdo sobre

Futebol