Sequência, aplausos da Fiel e força do elenco: Marquinhos Gabriel desabafa

Após três jogos como titular na vaga de Rodriguinho, camisa 31 voltará para o banco. Antes disso, aproveitou boa fase para conceder longa entrevista e explicar como mudou de status

 Camisa 31 tem três gols nesta temporada - (Foto: Daniel Augusto Jr)
Camisa 31 tem três gols nesta temporada – (Foto: Daniel Augusto Jr)

Marquinhos Gabriel não reforçou suas estatísticas com gols ou assistências nesta quarta-feira, na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro pela sétima rodada do Brasileirão, mas deixou a Arena Corinthians satisfeito após seu terceiro jogo consecutivo como titular. Trata-se de uma sequência inédita na temporada e que marca o novo status vivido no clube ao qual chegou no ano passado. Das críticas e desconfiança da Fiel torcida, o camisa 31 passou aos aplausos quando foi substituído por Clayson e se tornou peça importante no elenco do técnico Fábio Carille. Ele sabe disso, mas admite que a condição pode ser passageira.

– Eu tenho que pensar que eu posso dar conta do recado aqui. Se eu não acreditasse, não teria vindo para cá e teria pedido para sair. Chegou um momento em que eles pediram para mim se eu gostaria de ficar e falei a todo momento que sim, então agora é continuar. Um dia podem voltar as críticas, mas a gente está preparado. Continuar essa pegada aí que no fim do ano a gente vai ficar bem feliz – desabafa o jogador, que aponta dois elementos principais como responsáveis pela boa fase: família e confiança.

– Todo mundo tem me ajudado muito, tem estado comigo nos treinamentos, nos jogos, me ajudando, então esse grupo aqui me abraçou da mesma maneira como está abraçando o Giovanni Augusto agora. Agradecer a todo mundo, minha família também, porque sem eles eu não seria nada – disse Marquinhos Gabriel, citando o companheiro que o técnico Fábio Carille quer recuperar.

Somando pré-temporada e torneios oficiais, Marquinhos Gabriel soma três gols e quatro assistências em 2017. Ele deixou a partida contra o Cruzeiro com dores na parte posterior da coxa, mas disse após o jogo que “acabou pesando um pouquinho e não é nada que preocupe”. Mesmo à disposição, o camisa 31 volta ao banco de reservas no domingo, contra o Coritiba. E a razão é simples: Rodriguinho volta da Seleção Brasileira e vai recuperar a condição de titular.

Aplaudido na “despedida” do time titular, o meia-atacante não pensa nas marcas pessoais e mantém o discurso de gratidão pela sexta vitória consecutiva no Brasileirão.

– Para mim está sendo muito bom, mas a gente está falando de futebol e a gente fala coletivamente, então tem que exaltar todo mundo pela entrega que a gente está tendo nos jogos. Contra o Cruzeiro a gente sofreu e está sabendo sofrer nesses jogos aí, e importante é ficar lá em cima, estar em primeiro e vencer os jogos em casa.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...