Sesc-RJ anuncia pacote de reforços incluindo campeão olímpico Wallace

Wallace, campeão olímpico na Rio2016, é um dos cinco reforços do Sesc-RJ (Foto: Divulgação)
Wallace, campeão olímpico na Rio2016, é um dos cinco reforços do Sesc-RJ (Foto: Divulgação)

Um pacote de cinco reforços foi anunciado pelo Sesc-Rj nesta segunda-feira: os centrais Leandro Aracaju e Victor Hugo, os ponteiros Djalma e Rosalin Penchev e o oposto Wallace (campeão olímpico na Rio2016). Os jogadores serão comandados pelo bicampeão olímpico Giovane Gávio até a primeira semana de agosto, quando à frente do time estará o auxiliar técnico Pedro Uehara, o ‘Peu’.

Giovane seguirá com a Seleção Brasileira sub-21 na disputa do Sul-Americano, e com a seleção B disputará a Copa Pan-americana. A pré-temporada do time já começou com treinamentos técnicos na praia da Barra da Tijuca e físicos na academia da sua nova casa na Arena 3, no Parque Olímpico.

Wallace é o novo oposto do Sesc-RJ
Wallace viu as conquistas chegarem de forma muito rápida desde que se firmou no vôlei profissional, em 2004. Em 2007, foi campeão mundial juvenil com a Seleção Brasileira. Quatro anos depois, estava entre os medalhistas de ouros nos Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011. Nas Olimpíadas Londres 2012, assumiu de vez a titularidade na Seleção sob os comandos de Bernardinho, substituindo Leandro Vissotto.

A maior glória de sua carreira foi a conquista do título olímpico nos Jogos Rio 2016. Agora, chega ao Sesc-RJ com o objetivo de conquistar o ponto mais alto do pódio nas competições da temporada.

– Temos tudo para termos uma excelente temporada. O time ficou bem montado, cada jogador tem talentos individuais que se complementam. Quero tentar ajudar a equipe da melhor maneira possível, ter um aproveitamento bom e auxiliar nas conquistas. O objetivo maior óbvio é chegar à final dos campeonatos e ser campeão – declarou o campeão olímpico.

Victor Hugo está de volta após passagem pelo vôlei grego
Após breve passagem pelo Sesc-RJ, Victor Hugo viveu sua primeira experiência internacional no Pamvohaikos (Grécia); agora, ele retorna ao elenco carioca cheio de empolgação. O central começou na base do Fluminense, passando pelo Minas Tênis Clube, teve passagens importantes por Juiz de Fora e Canoas, além de ter conquistado a Superliga B no próprio Sesc RJ.

A expectativa do jogador de 26 anos é dar sequência ao trabalho da temporada 2017/2018 no Sesc-RJ, conquistando aos poucos cada vez mais espaço dentro de quadra.

Victor Hugo

Victor Hugo retorna ao Sesc-RJ após breve passagem (Foto: Divulgação/Caio Rocha)

– Eu estou muito feliz em voltar para o Sesc RJ nessa temporada, já passei pelo título da Superliga B, dois campeonatos Carioca e essa oportunidade de estar de volta e sonhar grande com novas conquistas será muito bom. Só vejo cenários grandes para esta nova temporada. Feliz com essa nova estrutura que o Sesc RJ já me apresentou quando retornei – revelou Victor Hugo.

Central Leandro pensou em carreira no futebol antes do vôlei
O central Leandro Aracaju mirava a carreira de jogador de futebol como objetivo de vida quando pequeno – e até jogou profissionalmente – , mas decidiu mudar para o vôlei após superar os dois metros de altura. Deu certo.

Entre outros pódios, tem um vice-campeonato mundial juvenil e foi campeão mundial sub-23, em 2013. O atleta, que já foi convidado para treinos junto à seleção principal, é uma das grandes promessas do vôlei brasileiro. No Sesc-RJ, ele com o intuito de buscar os títulos que ainda faltam para a equipe.

– Estou muito motivado para a próxima temporada. Cheguei para somar e quero muito conquistar títulos que ainda faltam nessa equipe – almeja Aracaju, referindo-se à Superliga.

Leandro Nascimento

Leandro já jogou futebol antes de mudar para o vôlei (Foto: Divulgação/Caio Rocha)

Djalma coleciona boa passagem na Itália
Experiência internacional não falta ao ponteiro Djalma, com 26 anos. Aos 17 anos, o goiano iniciou a carreira no vôlei de Brasília, até que recebeu proposta para defender o Itapeva, em São Paulo. Mais tarde, foi para o Al Shamal, do Qatar, onde atuou por duas temporadas.

Sua passagem de maior destaque foi pelo BCC Castellana Grotte, onde foi campeão italiano A2 (sendo elevado para o campeonato A1). No torneio, Djalma foi o segundo maior pontuador, além de ter sido o melhor ponteiro do campeonato A2. O atleta visa ter o mesmo destaque pelo Sesc-RJ.

Djalma Moreira

Djalma é um dos reforços do Sesc-RJ (Foto: Divulgação/Caio Rocha)

– Para esse ano, minha expectativa é ter bons resultados, ver a equipe crescer ao longo da temporada e chegar aos resultados positivos, que é chegar na final e ser campeão. Estou muito feliz de assinar com o Sesc RJ, voltar para o Brasil para mim era muito importante. Estou feliz com a equipe que escolhi, com o técnico que terei, com os colegas de time. Quero ajudar muito a equipe, e claro, seria muito legal se eu conseguisse estar entre os grandes pontuadores do campeonato – declarou.

Sesc-RJ anuncia primeiro estrangeiro da história do clube
Recém-contratado, o búlgaro Rosalin Penchev já entrou para a história do Sesc-RJ ao ser o primeiro jogador estrangeiro da história do clube. O ponteiro começou a carreira profissional no Effector Kielce, na PlusLiga (Polônia). Vice-campeão com a Bulgária nos Jogos Europeus de 2015, o jogador passou uma temporada no Tokat Belediye Plevnespor (Turquia). Em 2017, se juntou ao seu ex-time Bolívar, baseado em Buenos Aires, na Argentina, destacando-se como o melhor jogador do campeonato na qual o Bolívar se sagrou campeão.

No ensolarado Rio de Janeiro, Penchev visa desenvolver ainda mais suas qualidades como atleta. Além disso, um objetivo do ponteiro é também ter ganhar os prêmios mais importantes da temporada com o Sesc-RJ.

Rosalin Penchev

Rosalin Penchev é primeiro estrangeiro do Sesc-RJ (Foto: Divulgação)

– Estou muito, muito feliz em me tornar parte da família Sesc-RJ. Tenho certeza que terei as condições perfeitas para crescer profissionalmente, estou muito otimista com a próxima temporada. É muito animador. Tenho muitos objetivos mas o principal é fazer meu trabalho da melhor maneira possível. Gosto de trabalhar muito, me divirto trabalhando. Quero dar meu potencial máximo, meu melhor para o Sesc RJ e lutar pelo principal objetivo: ganhar o campeonato – afirmou Penchev.

Mais conteúdo sobre

Esporte