Conteúdo por Gazeta Esportiva

Silêncio de Peres sobre técnico do Santos gera apreensão na diretoria (e torcida)

Presidente do Santos faz mistério sobre novo técnico (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O Santos anunciou o pedido de demissão do técnico Jorge Sampaoli na última terça-feira. E não houve avanço significativo pelo substituto desde então.

A diretoria do Peixe se reuniu na quarta e definiu três nomes como principais alvos: Ariel Holan (anunciado na Universidad Católica), Sebastián Beccacece (perto do Racing) e Miguel Ángel Ramirez (com contrato vigente e multa rescisória no Independiente del Valle).

Com menos opções e distante de Ramirez, o Alvinegro procura alternativas. Matias Almeyda, do San José Earthquakes, foi indicado e é analisado. Rogério Ceni possuía defensores na Vila Belmiro, mas anunciou a permanência no Fortaleza. Outros vários são oferecidos e a princípio recusados, como José Peseiro.

Enquanto isso, o silêncio do presidente José Carlos Peres causa apreensão. Ele comanda a procura pelo treinador ao lado do discreto diretor William Thomas e não faz atualizações sobre as negociações nem para dirigentes santistas.

O objetivo do Peres é repetir 2018 e viabilizar alguém de impacto, perto de ser unanimidade, como foi Sampaoli – Ariel Holan tinha tudo pronto para assinar à época. Parte da cúpula, em contrapartida, cobra rapidez para não prejudicar (ainda mais) o planejamento de 2020.

Futebol