Sub-23: Brasil faz 5 a 0 no Catar e se classifica às semifinais do Torneio de Toulon

O Brasil se classificou para as semifinais do Torneio Maurice Revello, o antigo Torneio de Toulon, na França, com 100% de aproveitamento no Grupo B da competição aplicando uma nova goleada. Depois de golear Guatemala e França, ambas por 4 a 0, a seleção brasileira olímpica (sub-23) desta vez fez 5 a 0 no Catar, na tarde deste sábado, no Stade Jules-Ladoumègue, em Vitrolles.

Os gols destaques da partida foram Matheus Cunha e Paulinho, com dois sobre o time catariano. O corinthiano Mateus Vital também balançou as redes.

Decidido a definir o jogo logo no primeiro tempo, o time brasileiro tratou de buscar o ataque desde o princípio e inaugurou o marcador com o paraibano Matheus Cunha, que saiu da base do Coritiba para atuar no Sion, da Suíça, e hoje é destaque do RB Leipzig, da Alemanha. Ele recebeu assistência de Wendel, meia do Sporting-POR, aos 20 minutos e acertou chute cruzado.

Mantendo a agressividade na partida, logo na sequência, a equipe oito vezes campeã do torneio marcou seu segundo gol, que saiu de uma penalidade máxima sofrida por Matheus Cunha e convertida pelo meia-atacante corintiano Mateus Vital, aos 23. Antes do intervalo, Paulinho, ex-atleta do Vasco, hoje no Bayer Leverkusen, da Alemanha, mostrou sua categoria, ao marcar o terceiro em bela jogada individual pelo lado esquerdo.

Na volta para o segundo tempo, era nítida a desaceleração no ritmo dos brasileiros, que apenas administraram o resultado até Paulinho voltar a marcar, aos 35, arrematando chute da entrada da área e Matheus Cunha, que abrira o placar do confronto, fechar o marcador aos 38 da etapa final.

Com o primeiro lugar garantido na chave, a equipe comandada por André Jardine agora aguarda pela definição de seu adversário nas semifinais, que serão disputadas na próxima quarta-feira, 12. O Japão, primeiro do Grupo A, é a outra equipe com vaga garantida. Os outros dois semifinalistas serão o primeiro colocado do chave C, que sairá da disputa entre Irlanda, México e China, e ainda o segundo colocado com melhor índice geral.

Futebol