Surfista catarinense morre afogado em praia do México

Atualizado

Rafael de Matos Piccoli, de 38 anos, manezinho atleta de bodyboard, morreu nesta terça-feira (15) enquanto surfava na praia de Zicatela, no México. Segundo a imprensa local, ele foi golpeado por uma onda e desapareceu.

Picolli era funcionário da Casan – Reprodução/ Facebook

Pouco depois, o corpo do surfista foi localizado boiando na praia principal de Puerto Escondido, conforme informações do portal mexicano de notícias El Piñero de La Cuenca. Já de acordo com o site especializado em surfe Waves, Rafael foi resgatado por salva-vidas, que tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso. A suspeita é que ele tenha quebrado o pescoço. Naquele dia, as ondas passavam dos 3 metros de altura.

Picolli era técnico em saneamento da Casan e, segundo a companhia, estava lotado na superintendência regional do Sul do Estado, com sede em Criciúma. Ele também era atleta da federação catarinense de bodyboard.

O fotógrafo Edwin Morales, amigo de Rafael, escreveu um texto emocionado nas redes sociais: “é uma pena ter perdido um irmão do mar nesta manhã. Você se foi num pedaço de onda fazendo o que mais gostava. Agora Deus te tem em sua glória”.

A Federação Catarinense de Boadyboardin também prestou solidariedade

Surfe