Conteúdo por Gazeta Esportiva

Técnico do Equador cita brasileiros para explicar ação defensiva contra o Uruguai

A seleção equatoriana terá uma pedreira na estreia da Copa América. Neste domingo, a equipe comandada por Hernán Gómez enfrenta o Uruguai, às 19 horas (de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte. Visando parar o poderoso ataque uruguaio, que contará com Suárez e Cavani, o treinador lembrou de brasileiros.

“Não é desrespeitoso o que vou dizer, mas já enfrentei em outras épocas jogadores como Ronaldinho, Ronaldo, Romário, Cafu, e equipes de Messi, de todos esses uruguaios. Com o máximo de respeito, trato que minhas equipes marquem mais a bola. Mais do que as capacidades individuais do adversário”, disse.

“Precisamos ter disciplina para criar a superioridade numérica perto da bola. Não marco individualmente. Às vezes falam muito sobre como marcar Messi, ou como marcar Suárez. Temos que marcar bem a bola. Não é nenhum desrespeito pelos rivais, é um estilo que tenho de ver o futebol”, completou.

Para o duelo, Hernán Gómez já confirmou a equipe com o zagueiro Arboleda, do São Paulo, no banco. A escalação tem: Alex Domínguez; Jose Quintero, Gabriel Achilier, Arturo Mina e Beder Caicedo; Jefferson Orejuela, Jefferson Intriago, Ayrton Preciado, Antonio Valencia e Angel Mena; Enner Valencia. 

Copa América