Conteúdo por Gazeta Esportiva

Ter Stegen rouba a cena na volta de Messi e garante empate do Barça contra o Dortmund

Atualizado

O Barcelona iniciou sua caminhada na edição 2019/20 da Liga dos Campeões durante a tarde desta terça-feira. A equipe de Ernesto Valverde teve Messi, estreando na temporada após se recuperar de lesão na panturrilha e entrar no segundo tempo, como mero coadjuvante diante de um Borussia Dortmund intenso e contou com uma atuação inspirada de Ter Stegen, que defendeu pênalti de Reus e brecou o ataque rival, para garantir ao menos o empate por 0 a 0 no Signal Iduna Park, na Alemanha.

Com o resultado, o Grupo F fica completamente embolada, já que Inter de Milão e Slavia Praga também ficaram no empate, mas dividem a liderança por terem marcado gols. Barcelona e Borussia Dortmund, por sua vez, aparecem em terceiro por não terem balançado as redes.

O Barcelona volta aos gramados pela competição no dia dois do próximo mês, quando recebe a Internazionale de Milão, no Camp Nou, na Espanha, ás 16 horas (de Brasília). No mesmo dia, mas um pouco mais cedo, às 13h55 (de Brasília), diante do Slavia Praga, na Eden Arena, na República Tcheca.

O Jogo – Após começar melhor, mas não construir nenhuma chance de perigo, o Barcelona tomou um susto aos 24 minutos. Thorgan Hazard, irmão do atacante Real Madrid, deu belo passe para o alemão Marco Reus, que parou em intervenção providencial do compatriota Ter Stegen.

Buscando aproveitar a força pelos flancos do campo, os donos da casa chegaram na reta final do primeiro tempo em arremates de Hakimi e Sancho. O Barça, por sua vez, rondou a área e ameaçou em jogadas nascidas de cruzamentos, com o Fati e o apagado Griezmann. As equipes, porém, demostraram pouca eficiência nas finalizações.

Depois de Suárez forçar Burki a fazer grande defesa, o Dortmund respondeu de forma incisiva. Sancho driblou Semedo dentro da área, foi derrubado e o árbitro sinalizou o pênalti. Na marca da cal, Reus bateu firme, no canto, mas viu Ter Stegen voar para fazer grande defesa.

Percebendo o domínio dos alemães, Ernesto Valverde colocou Lionel Messi. O argentino, porém, sentiu a falta de ritmo em sua primeira partida na temporada e pouco fez para melhorar o ataque do Barcelona. Enquanto isso, o insistente Marco Reus seguia sofrendo para vencer Ter Stegen.

Na reta final, os anfitriões, cansados depois de pressionar a saída de bola dos espanhóis por boa parte do jogo, diminuíram o ritmo, mas tiveram a chance de sacramentar a vitória com Julian Brandt, que recebeu na entrada da área, soltou o pé e viu a bola ultrapassar Ter Stegen, parando no travessão.

Mais Esportes