Conteúdo por Gazeta Esportiva

Tiago Nunes reconhece superioridade do Boca, mas exalta entrega do Furacão

O Athletico Paranaense não superou a pressão do Boca Juniors na mítica Bombonera, em Buenos Aires, e foi eliminado da Libertadores da América após duas derrotas pelas oitavas de final da competição, a segunda por 2 a 0 na noite desta quarta-feira. Restou ao técnico Tiago Nunes, que antes da partida esbanjava confiança, admitir a superioridade do adversário, mas também exaltar a caminha athleticana.

“Creio que passou a equipe que venceu mais no somatório dos dois jogos. O Boca é uma equipe que erra muito pouco e isso gera poucas oportunidades de gol. Tentamos jogar, mas por muita vezes esbarramos na boa marcação da equipe do Boca. Achei que foi justo pela somatória, mas parabenizei minha equipe pela postura”, disse o treinador, que preferia uma adversário mais tranquilo a esse altura da disputa. “Fez uma primeira fase muito boa, teve má sorte no sorteio, poderíamos ter pegado uma equipe menos tradicional. Mas o Athletico está evoluindo. E quanto mais disputarmos, mais próximos estaremos de ser campeões”, completou.

O comandante rubro-negro garante que o time queria o título, mas também leva lições importantes para o crescimento do próprio clube. “Nossa intenção era estarmos na final e brigarmos pelo título. Estamos em um clube que está crescendo, que quer figurar entre os maiores do mundo. A gente aposta alto. Fiquei feliz pelo desempenho da equipe na competição. Tivemos dificuldades na temporada, perdemos o Thiago Heleno e o Camacho pela questão do doping, perdemos o Renan Lodi, mas o grupo seguiu crescendo. Em maneira geral sigo feliz pela entrega dos jogadores”, avaliou.

Tiago agora foca nas demais competições do Furacão no segundo semestre, acreditando em uma evolução a cada batalha de alto nível enfrentada pelo caminho. “Quanto mais competições desse nível você disputa, contra adversários desse tamanho, mais preparado você está para vencer as competições que está disputando. Temos que levar à perfeição nosso método, nossas ideias. Temos uma semifinal de Copa do Brasil, e estamos em condição de luta pelo Campeonato Brasileiro. Mudamos de nível no cenário internacional e temos que saber lidar com essa responsabilidade”, concluiu.

Antes, porém, o Furacão embarca para o Japão, onde disputará Levain Cup, no dia 7 de agosto, quarta-feira, diante do Shonan Bellmare, campeão da Copa da Liga Japonesa 2018, em Hiratsuka.

Futebol