Conteúdo por Gazeta Esportiva

Tiago Nunes vê arbitragem terrível e absolve Pedrinho por expulsão

Atualizado

Expulso ainda no primeiro tempo do confronto com o Guaraní, disputado na noite desta quarta-feira, o jovem Pedrinho foi absolvido por Tiago Nunes em Itaquera. O técnico, por outro lado, condenou a arbitragem do argentino Nestor Pitana no jogo que selou a queda precoce do Corinthians na Copa Libertadores.

Derrotado por 1 a 0 no Paraguai, o Corinthians saiu na frente por meio de Luan e aumentou com Boselli, apesar da expulsão de Pedrinho. Para Tiago Nunes, Gil não cometeu falta no lance que culminou no gol marcado por Fernandez no segundo tempo, decisivo para a classificação do Guaraní.

“Quero pedir desculpa à arbitragem brasileira pelas críticas que frequentemente fazemos, ainda mais enfrentando uma arbitragem terrível do Nestor, um cara já experiente no futebol. Sabe levar um jogo da maneira que deseja e foi determinante para o resultado adverso em termos de classificação”, declarou o técnico.

Logo no começo da partida, Pitana mostrou amarelo a Pedrinho por falta na beirada do campo. Pouco depois, ao ver o jovem tentar uma bicicleta, ele aplicou o cartão vermelho. Questionado sobre a possibilidade de o garoto ficar marcado pela queda, Tiago Nunes negou.

“Não tem nada de vilão. É um jogador importantíssimo. A primeira falta foi um acidente e, na segunda, ele não enxerga (o adversário). Como vou culpar um jogador por isso? Não tem como. Enquanto esteve em campo, teve grande atuação. Tem todo nosso carinho e apreço”, disse Nunes, elogioso em relação ao time como um todo.

“É importante lembrar que vencemos a partida. Criamos para tal e jogamos com um a menos desde o primeiro tempo. No geral dos dois jogos, fomos superiores ao adversário. Criamos chances para, no mínimo, empatar o no Paraguai. Aqui, nem se fala. Fomos superiores, mesmo com um a menos boa parte do tempo”, declarou.

Futebol